Alonso revela negociação para renovar com a Ferrari

Piloto espanhol tem contrato com a equipe italiana até 2016 e não pensa em aposentadoria nos próximos dez anos

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Alonso quer reação nas próximas duas corridas, mas reconhece que vitórias são difíceis
Luca Bruno/AP
Alonso quer reação nas próximas duas corridas, mas reconhece que vitórias são difíceis

Depois de reforçar a intenção de seguir na Ferrari até o fim do contrato, o piloto Fernando Alonso surpreendeu nesta quarta-feira ao revelar negociação para renovar seu vínculo com a equipe italiana, às vésperas do GP da Itália, a ser disputado em Monza, no domingo.  "Estamos trabalhando nisso", declarou o espanhol, um dia depois de rejeitar os rumores de que deixaria a equipe ao fim deste ano. Alonso tem contrato com a Ferrari até dezembro de 2016, mas tem sido alvo de boatos sobre o interesse da McLaren, que quer reforçar seu time em 2015, quando iniciará parceria com a Honda, nova fornecedora de motores da Fórmula 1. O piloto, contudo, voltou a desprezar as especulações. "Eu tenho contrato por mais dois anos e sempre disse, em relação aos rumores, que quero continuar na equipe para os 'anos necessários'. Vamos ver se isso poderá acontecer, mas pelos próximos dois anos, pelo menos, não há qualquer problema [em seguir na Ferrari]", disse o espanhol. Alonso reiterou que pretende continuar no time italiano para deixar sua marca, com a conquista do título. "A coisa mais importante é vencer. No entanto, acho também que a Ferrari pode fornecer outras coisas além da vitória, como a paixão pelo time, que faz o piloto ter orgulho do seu trabalho, independente dos resultados." Na Ferrari desde 2010 e sem títulos, o espanhol garante que não perdeu a motivação. A chegada de Marco Mattiacci, novo chefe de equipe, é apontado pelo piloto como o responsável pela vontade de permanecer no time. "Mattiacci quer fazer mudanças e ser mais agressivo em sua abordagem na equipe. Este desejo renovado de vencer me faz querer ficar mais na Ferrari." Questionado sobre seu futuro na F1, Alonso negou que tenha estabelecido uma data para a aposentadoria. "Ainda tenho muitas temporadas pela frente. Eu poderia ter mais dez anos: Michael Schumacher parou quando tinha 43. Acho que não é uma questão de idade. Trata-se de gostar do que faz e querer levantar todas as manhãs para treinar, pegar um avião e viajar pelo mundo", declarou o espanhol, de 33 anos.

Leia tudo sobre: FerrariFernando Alonso