Chuva e vendaval provocam caos no trânsito em SP e no Rio

São Paulo amanheceu nesta quarta-feira com semáforos apagados e trânsito acima da média; no Rio de Janeiro, ventos de até 97 km/h causou queda de árvores e retenção nas principais vias da cidade

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

São Paulo amanheceu nesta quarta-feira (3) com vários semáforos com problemas após a chuva e vendaval que atingiram a cidade na noite de terça-feira (2).

De acordo com a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), pela manhã, 28 semáforos estavam apagados e outros 12 operavam no amarelo intermitente.

O trânsito na cidade estava acima da média. Por volta das 7h50, a cidade registrava 80 km de lentidão -o que representa 9,3% dos 868 km de vias monitorados. A média para o horário é de 8,8%. A pior região era a zona sul com 29 km.

De acordo com o CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências), da prefeitura, há possibilidade de pancadas isoladas de chuva à tarde. Por volta das 7h30, a temperatura média registrada era de 16ºC, mas a previsão é de que à tarde os termômetros cheguem a marcar 24ºC.

Na quinta-feira (4), o céu ficará encoberto a nublado e haverá chuviscos ocasionais. Os termômetros vão oscilar entre 14ºC e 22ºC.

Interior

A chuva, acompanhada de vendaval, tombou um ultraleve e derrubou árvores em Presidente Prudente (558 km de São Paulo), por volta das 18h30 de terça. Não houve feridos.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o vento era tão forte que chegou a derrubar um ultraleve sem ocupantes no aeroporto estadual Adhemar de Barros.

Também foram registradas mais de 15 quedas de árvores em vários pontos da cidade. Algumas das árvores atingiram muros, carros e a fiação elétrica, deixando bairros sem luz.

Não houve desabrigados nem desalojados, de acordo com os bombeiros.

Rio de Janeiro

Uma área de instabilidade que veio do Sul do país chegou ao Rio no início da manhã desta quarta-feira (3) trazendo ventos de até 97 km/h e afetando principalmente os bairros da orla da cidade, da Barra da Tijuca, na zona oeste, até Copacabana, na zona sul.

Às 6h, houve registro de ventos de até 86 km/h na estação meteorológica de Marambaia, na zona oeste do Rio. Uma hora depois, registrou-se vento muito forte na estação meteorológica do Forte de Copacabana; segundo o Inmet (Instituto de Meteorologia), eles chegaram a 97 km/h naquele local. Uma árvore caiu e bloqueou a rua Tonelero, no mesmo bairro.

Também há registro de queda de árvores em Botafogo, na rua Mena Barreto, na Lagoa -interditando uma das pistas da avenida Borges de Medeiros e causando retenções ao longo da via- e na Barra da Tijuca.

Em Ipanema, na zona sul, o vento arrancou parte da cobertura de um prédio na rua Almirante Saddock, jogando-a sobre uma árvore.

A área de instabilidade deixará o tempo instável nesta quarta no Rio. A previsão do Inmet é de pancadas de chuva no período da manhã e rajadas de vento moderado, ocasionalmente forte nas próximas 24 horas. As temperaturas ficarão estáveis, com mínima de 16°C e máxima de 33°C.

Leia tudo sobre: ChuvaVentaniaRio de JaneiroSão PauloBrasilQueda de ÁrvoresTrânsitoCaos