“Eleitor não tem duas escolhas”

Observando que faltam pouco mais de 30 dias para eleição, Lula pediu empenho dos militantes

iG Minas Gerais |

São Paulo. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta terça, em discurso ao lado da presidente e candidata à reeleição Dilma Rousseff, que o Brasil não tem “nem duas escolhas e nem uma e meia”, referindo-se indiretamente à oposicionista Marina Silva (PSB). “No dia 5 de outubro, prevalecerá a razão, o coração e o reconhecimento do povo brasileiro”, disse, na praça da Igreja Matriz, em São Bernardo do Campo (SP), após uma caminhada pelo centro da cidade com Dilma.  

Lula afirmou que, ao entregar a Presidência para Dilma, foi como se tivesse entregado “um filho”. “E filho a gente entrega para quem a gente tem confiança”, destacou. O ex-presidente ressaltou as qualidades de Dilma, dizendo que, como todos, ela pode ter seus defeitos, mas é uma mulher forte.

Observando que faltam pouco mais de 30 dias para eleição, Lula pediu empenho dos militantes. Ele falou que a militância já sabe em quem vai votar, mas muitas pessoas ainda estão indecisas. Lula lembrou que o governo petista conseguiu manter empregos enquanto, na Europa, “62 milhões de trabalhadores perderam seu emprego”. Conforme Lula, a reeleição de Dilma acontecerá “para o bem do país” e para que o povo “continue andando de cabeça erguida”.

Na noite anterior, em reunião com Dilma e o comando da campanha após o debate presidencial promovido por “Folha”, portal UOL, rádio Jovem Pan e SBT, Lula avaliou que o segundo turno “será o mais longo da história”. Com o cenário atual de empate entre Dilma e Marina, o QG dilmista já traça estratégias para enfrentar a rival no segundo turno. Sobre o debate na televisão, Dilma Rousseff disse acreditar que se saiu bem.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave