Economia será pior, dizem especialistas

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, também criticou o programa de governo de Marina Silva e argumentou que a política proposta pode reduzir a atividade da economia brasileira

iG Minas Gerais |

São Paulo. O programa de governo da candidata do PSB à Presidência, Marina Silva, divulgado na semana passada, caso implantado, traria benefícios a bancos privados e a concessionárias de infraestrutura, mas poderia ser negativo para algumas empresas do setor industrial, apontaram analistas do Citi em relatório divulgado nesta terça.

Os analistas Stephen Graham e Fernando Siqueira afirmaram que o programa da candidata é economicamente conservador e socialmente liberal, mesclando sustentabilidade social e ambiental com políticas fiscal e monetária ordotoxas.

“As propostas macro são uma resposta direta às críticas do mercado à política vigente”, disseram os analistas, acrescentando que políticas fiscal e monetária com credibilidade podem exigir medidas duras no próximo ano.

A presidente e candidata à reeleição Dilma Rousseff (PT) disse nesta terça ter ficado “muito preocupada” com as propostas econômicas de Marina Silva. “Ela reduz a pó a política industrial”, disse a presidente.

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, também criticou o programa de governo de Marina Silva e argumentou que a política proposta pode reduzir a atividade da economia brasileira. “Reduzir o papel de bancos públicos significa menos financiamento e juros mais altos”, disse. “Financiamento de máquinas e equipamentos teriam elevação de custo. Sem subsídios, eles vão encarecer”.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave