Presidenciáveis ‘sonham’ com vitória em Minas

Disputa acirrada aumenta a relevância de ganhar no Estado

iG Minas Gerais | Isabella Lacerda E Larissa Arantes |

Veiga promete desburocratização
Uarlen Valério
Veiga promete desburocratização

A necessidade de uma vitória no segundo maior colégio eleitoral do país e a proximidade nas intenções de voto entre os três principais candidatos à Presidência da República vão colocar Minas Gerais mais uma vez no “olho do furacão” da disputa nacional. Desta quarta até a próxima semana, Dilma Rousseff (PT), Aécio Neves (PSDB) e Marina Silva (PSB) pedirão votos aos eleitores mineiros.

Dilma desembarca nesta quarta em Belo Horizonte, onde participa de corpo a corpo na região de Venda Nova. Mais cedo, em agenda oficial como presidente, ela visita a Olimpíada do Conhecimento. Em menos de 15 dias, essa é a segunda vez que a petista vem à capital para tentar tirar votos do Estado, considerado reduto eleitoral do PSDB e do também pré-candidato ao Palácio do Planalto Aécio Neves.

Dilma estará acompanhada do candidato do PT ao governo do Estado, Fernando Pimentel. Nesta terça, o ex-ministro voltou a minimizar a importância de a campanha ser nacionalizada no Estado. Segundo ele, “o voto de governador independe da decisão de voto para presidente”.

“Evidentemente nós estamos fazendo campanha pela reeleição da Dilma, e tenho certeza de que ela vai ter sucesso. Mas eu não acho que tenha essa vinculação tão direta”, afirmou o petista.

Nesta quinta é a vez de Aécio Neves retornar a Minas. A previsão é que ele participe de reuniões internas para discutir os rumos da sua campanha no Estado e também para alavancar seu candidato ao governo, Pimenta da Veiga, nas pesquisas de intenção de voto. Ele também deverá participar de eventos públicos.

Nesta terça o candidato do PSDB ao governo mineiro afirmou que o presidenciável tucano virá para “conversar e estabelecer posicionamentos”. “É sempre bom que ele venha a Minas. A minha sensibilidade, pelo que vejo, é que a campanha está começando agora. As ruas mudaram. É natural que todos estejam se movimentando”, resumiu nesta terça Pimenta.

A campanha do PSDB acendeu sinal de alerta depois que Pimenta não subiu como o esperado nas pesquisas, assim como ocorreu com Aécio, tornando o cenário eleitoral no Estado indefinido para a eleição nacional e local.

PSB. Considerada o elemento-surpresa da disputa, a ex-senadora Marina Silva deve ter compromissos em Minas na semana que vem. Nesta terça, o presidente do PSB em Minas, Júlio Delgado, foi a Brasília fazer um contato pessoal com a presidenciável para agendar o encontro.

O candidato do partido ao governo estadual, Tarcísio Delgado, garante que a socialista estará ao menos duas vezes em Minas neste mês. “Estive com ela sábado, em São Paulo, e ela disse que quer vir a Minas mais de uma vez”, afirmou.

O mais provável é que ela visite Belo Horizonte, cidade em que ela foi a candidata mais votada em 2010. A agenda deverá ser confirmada nos próximos dias.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave