Campanha de Aécio Neves declara arrecadação de R$ 42 milhões

Nesta terça termina o prazo para que as campanhas apresentem a segunda prestação de contas dos comitês eleitorais ao Tribunal Superior Eleitoral

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Aécio Neves promete reduzir ministérios e dar atenção especial ao Nordeste
George Gianni/psdb
Aécio Neves promete reduzir ministérios e dar atenção especial ao Nordeste

A campanha do candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, vai registrar nesta terça-feira (2), na Justiça Eleitoral, ter recebido R$ 42,3 milhões em doações.

De acordo com o ex-ministro José Gregori, chefe do comitê financeiro de Aécio, cerca de R$ 10 milhões de reais foram arrecadados nos últimos dias, o que, segundo ele, mostra que o mercado ainda aposta em Aécio e em uma reviravolta nas intenções de voto até as eleições, em outubro.

A declaração acontece após Aécio perder a segunda colocação nas pesquisas de intenções de voto para a candidata Marina Silva (PSB), que aparece empatada na disputa com a presidente Dilma Rousseff (PT), ambas com 34% da preferência do eleitorado, segundo a última pesquisa Datafolha.

Nesta terça termina o prazo para que as campanhas apresentem a segunda prestação de contas dos comitês eleitorais ao Tribunal Superior Eleitoral.

No primeiro balanço da campanha, divulgado em 1º de agosto, o comitê tucano arrecadou R$ 10 milhões, quantia igual a da candidata petista no período, e anunciada como mais do que o dobro do início da corrida do PSDB em 2010, quando o candidato foi José Serra.

Neste segundo balanço, o valor arrecadado pela comitê de Aécio é 63% menor do que o declarado pela campanha de Dilma, que vai registrar R$ 114,8 milhões em doações.

Assessores de Dilma afirmaram que o valor de agosto foi "melhor que o previsto", já que esperavam um grande volume de contribuições só em setembro, perto do primeiro turno.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave