Após reunião, Santos demite técnico Oswaldo de Oliveira

Enderson Moreira é o mais cotado para assumir a equipe, de acordo com um membro do Comitê de Gestão

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Treinador não vê vantagens em seu time atuar no Pacaembu
REPRODUÇÃO/SANTOS
Treinador não vê vantagens em seu time atuar no Pacaembu

A diretoria do Santos demitiu o técnico Oswaldo de Oliveira na tarde desta terça-feira. A saída do treinador foi decidida em reunião do Comitê de Gestão do clube nesta manhã. Com ele, deixam o Santos o auxiliar técnico Luiz Alberto e o analista de desempenho Gabriel Oliveira.  Após a reunião, o presidente Odílio Rodrigues anunciou a demissão ao próprio treinador. "Agradecemos ao treinador pelo seu empenho, seriedade e profissionalismo durante os oito meses em que esteve à frente da equipe e desejamos a ele muito êxito na sua carreira", declarou o presidente. Com a saída de Oswaldo, Enderson Moreira é o mais cotado para assumir a equipe, de acordo com um membro do Comitê de Gestão. Ele estava desempregado desde que deixou o Grêmio no fim de julho e estava na mira do Vasco, com quem estaria negociando para substituir Adilson Batista.  Os dirigentes santistas decidiram pela saída de Oswaldo porque estavam insatisfeitos com a irregularidade do time no Brasileirão. Dos últimos cinco jogos, o Santos venceu apenas um e perdeu quatro, incluindo dois clássicos. Atualmente ocupa o 11º lugar, com 23 pontos. A derrota para o Botafogo, por 1 a 0, domingo, no Maracanã, teria sido a gota d'água, na avaliação dos membros do Comitê.  Na Copa do Brasil, o Santos vinha bem, com a classificação às quartas de final muito próxima depois da vitória por 2 a 0 sobre o Grêmio, em Porto Alegre - a partida de volta está suspensa por causa do julgamento do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) em razão dos atos racistas da torcida gremista contra o goleiro Aranha.  Oswaldo de Oliveira encerrou sua terceira passagem pelo Santos, a segunda como treinador. Ao todo, ele comandou a equipe em 44 partidas, com 25 vitórias, nove empates e 10 derrotas, desde dezembro do ano passado. Em 2014, foi vice-campeão paulista, ao ser superado na final pelo Ituano.  Sem o treinador, o time do Santos será orientado pelos auxiliares Marcelo Fernandes e Edinho no treino da tarde desta terça-feira.

Leia tudo sobre: SantosFutebolesportesOswaldo de Oliveira