Mulher acorda com gemidos do marido e vê filho de 1 ano ser abusado

Dona de casa contou à polícia que já havia flagrado o suspeito abusar sexualmente do bebê por duas vezes, mas apenas o advertiu

iG Minas Gerais | CAROLINA CAETANO |

Um homem de 21 anos foi preso após abusar sexualmente do enteado de apenas 1 ano, nessa segunda-feira (1º), em Governador Valadares, no Vale do Rio Doce. O suspeito foi flagrado pela companheira, que acordou com os gemidos do marido.

Segundo o boletim de ocorrência da Polícia Militar, a dona de casa contou que mora junto com o homem há cerca de um ano e, algumas vezes na semana, a criança tinha o costume de dormir na cama do casal.

Nessa segunda, após escutar um barulho, a mulher de 29 anos viu o jovem com a mão nas nádegas do menino, que estava de fralda. Com a outra mão, o suspeito se masturbava e ejaculava na própria roupa. Quando percebeu a situação, a mãe pediu que o homem largasse seu filho.

Ao pegar a criança no colo, ela percebeu que a blusa do bebê estava com manchas de sangue. Durante a manhã, a criança apresentou febre e foi levada para um posto médico. Com medo do marido, a dona de casa só denunciou o homem na parte da tarde.

Policiais deslocaram até o Conjunto Sotero Inácio Ramos e prenderam o jovem em casa. A criança foi levada para o Hospital de Pronto-Socorro da cidade, onde o pediatra constatou pequenas escoriações na região escrotal da vítima.

O suspeito foi levado para a Delegacia de Plantão de Governador Valadares e pode responder por estupro de vulnerável. Caso seja condenado, ele pode pegar, no mínimo, oito anos de prisão.

Suspeito já havia cometido abuso e mulher sabia

Ainda conforme o registro da polícia, a mãe do bebê contou que já havia flagrado o marido abusar do filho por duas vezes em datas anteriores. Ela teria apenas “advertido” o suspeito, que prometeu não cometer mais o crime.

Antes de ser preso nessa segunda, o jovem perguntou se a companheira chamaria a polícia. Ao responder que sim, ele fugiu. Porém, resolveu voltar para casa horas depois.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave