Coleta de lixo em Lagoa Santa está reduzida em 30% desde sábado

Prefeitura alega que Câmara Municipal não votou projeto que permitirá a renovação do contrato com empresa responsável por 70% do recolhimento

iG Minas Gerais | Fernanda Viegas |

A cidade de Lagoa Santa, na região metropolitana de Belo Horizonte, está com a coleta de lixo reduzida a 30% desde o último sábado (30). Por toda a cidade, é possível encontrar sacos de lixo prontos para serem recolhidos, acumulando-se. Muitos dos dejetos acabam sendo espalhados pelas ruas, por animais, por exemplo.

A população reclama da situação, que não tem previsão para ser resolvida. “O caminhão não passa. Desde quinta-feira que estou com o meu lixo na porta e ele já está todo espalhado”, reclama a moradora do bairro Lagoa Mansões, Ana Kellen Barros.

De acordo com a assessoria de imprensa da prefeitura, para que o serviço seja restabelecido em sua totalidade, é necessário que a Câmara Municipal vote o projeto do executivo, que visa criar crédito suplementar para a renovação do contrato com a empresa responsável, enviado no dia 11 de agosto, com pedido de urgência.

“A coleta que antes era realizada diariamente por seis veículos, está sendo realizada, desde o último sábado, pelos únicos dois veículos pertencentes à frota do município. Tal fato vem ocasionando sobrecarga ao sistema e acúmulo de resíduos nos bairros. Sem a autorização da Câmara Municipal, a Prefeitura fica impedida legalmente de continuar executando o contrato com a empresa responsável pelo recolhimento e destinação de 70% lixo produzido na cidade”, afirma o executivo, por meio de nota.

Ainda, a prefeitura afirma estar buscando alternativas para o problema, até o projeto seja votado. A reportagem de O TEMPO entrou em contato com a Câmara Municipal, mas nem o presidente e nem o vice-presidente da Casa Legislativa foram encontrados para comentar o assunto.

Leia tudo sobre: coleta de lixoprojetovotação