Cientistas curam artrite em ratos

iG Minas Gerais |

A nova medicação teve êxito em ratos, segundo os pesquisadores
ROBERT F. BUKATY
A nova medicação teve êxito em ratos, segundo os pesquisadores

Genebra, Suíça. Cientistas da Escola Politécnica Federal de Zurique (EPFZ), na Suíça, conseguiram curar a artrite em ratos e agora pretendem estudar o novo tratamento em seres humanos. A poliartrite crônica é uma inflamação das articulações muito dolorosa que afeta aproximadamente 1% da população mundial, informou a EPFZ, em um comunicado no mês passado.

Até agora só existiam medicamentos que detinham ou estabilizavam a doença, que causa a degeneração da cartilagem e dos ossos.

A equipe da EPFZ conseguiu curar completamente os ratos, graças a um anticorpo “armado” combinado com um medicamento já disponível, o Dexamethason. Os cientistas testaram o anticorpo “armado” e o remédio nos ratos.

Segundo os pesquisadores, estão previstos testes clínicos em pacientes que sofrem de poliartrite crônica a partir do ano que vem. O projeto é apoiado pela comissão federal para a tecnologia e a inovação.

Os testes serão realizados pela empresa de biotecnologia Philochem, instalada perto de Zurique.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave