Sem Messi, Argentina terá Gaitán e Lamela em amistoso

Martino convocou dois jogadores depois que o craque do Barcelona foi cortado do amistoso contra a Alemanha, por conta de desconforto muscular

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Tata Martino defendeu Pep Guardiola
COPA AMÉRICA/SITE OFICIAL
Tata Martino defendeu Pep Guardiola

Pela primeira vez desde a derrota na final da Copa do Mundo para a Alemanha, no dia 13 de julho, no estádio do Maracanã, no Rio, a seleção da Argentina se juntou novamente nesta segunda-feira, em Dusseldorf, em solo alemão, para o amistoso desta quarta contra os seus algozes na decisão do Mundial. Sem o seu maior astro, o craque Lionel Messi, que sentiu um desconforto muscular na vitória do Barcelona sobre o Villarreal, no último domingo, e foi cortado, dois jogadores foram chamados.

O novo técnico da seleção, Gerardo Martino, convocou os atacantes Nicolás Gaitán, que atua no Benfica, e Erik Lamela, do Tottenham. Eles se juntaram ao grupo na noite desta segunda (de Brasília), em Dusseldorf, e nesta terça já treinam sob o comando de Martino.

O treinador, aliás, também foi desfalque no treinamento físico comandado pelo preparador físico Elvio Paolorosso nesta segunda, em Dusseldorf. Ele e o volante Javier Mascherano participaram em Roma do "Jogo pela Paz", promovido pelo papa Francisco para pedir o fim de guerras e da violência pelo mundo, com a união de várias religiões, e ajudar crianças carentes.

Leia tudo sobre: argentinaseleçãomessiamistosofutebollamelamartinoGaitán