Mariana recebe, pela segunda vez, clássico entre Sada Cruzeiro e Minas

Cidade é sede de outros eventos; jogo desta terça-feira terá mando de quadra do clube da Rua da Bahia, mas expectativa é de grande torcida celeste

iG Minas Gerais | DANIEL OTTONI |

Clássico da última temporada em Mariana terminou com vitória cruzeirense
RENATO ARAÚJO - DIVULGAÇÃO SADA CRUZEIRO
Clássico da última temporada em Mariana terminou com vitória cruzeirense

O maior clássico do vôlei masculino em Minas Gerais terá um ingrediente especial. Nesta terça-feira, às 19h30, Sada Cruzeiro e Minas se enfrentam na Arena Mariana, localizada na cidade histórica, que fica a 115 km de Belo Horizonte.

O local, com capacidade para quatro mil pessoas, foi inaugurado no dia 28 de agosto de 2013 e já contou com o jogo entre os rivais, pelo Estadual da última temporada.

Vencedor na primeira oportunidade, o Sada Cruzeiro, que venceu as duas partidas disputadas no Estadual da atual temporada, que ver o filme se repetir novamente.

Com mais ritmo de jogo do que o adversário, o Sada tem a chance de vencer todos os concorrentes na disputa pelo título. Um novo triunfo dá ainda mais confiante para o time de Marcelo Mendez, que já vê a agenda apertada antes mesmo dos compromissos oficiais chegarem à segunda semana.

"Estamos vindo de dois jogos, mas eles estão treinando há mais tempo que a gente. O nosso entrosamento também é maior, já que a cada ano eles montam um grupo diferente. Mas, quando a bola rola, isso tudo fica para trás. A vontade de vencer, dos dois lados, pode superar qualquer um destes fatores", mostra o líbero celeste Serginho.

Para o Minas, o jogo valerá como a estreia oficial. Depois de vencer os dois amistosos realizados contra a seleção brasileira juvenil, a reformulada equipe minastenista terá a partida como um bom teste no início do torneio. "Acho que os jogos que eles já fizeram pode pesar a favor, apesar de não fazer tanta diferença para o resultado final. Eles jogam junto há um bom tempo e isso sim pode ter uma influência maior. É um jogo que deixa as emoções afloradas",

resume o central Otávio, um dos poucos remanescentes no grupo da última temporada. Aumentar o entrosamento entre os novos companheiros é apenas um dos objetivos traçados pelo técnico Nery Tambeiro, outro novato no elenco.

Pra sentir o clima. Jogadores como o líbero Lucianinho, o ponta Bruno Canuto e o levantador Everaldo farão sua estreia pelo Minas justamente em um clássico, o que mostrará a eles o grau que a rivalidade possui dentro do Estado. "Eles já sabem como é esta disputa. O pessoal dentro do Minas fala muito sobre este jogo e nas dificuldades que teremos, mais uma vez. Ganhar deles é sempre complicado, mas uma vitória é possível e vai nos encher de confiança", declara.

Turismo esportivo. Nos últimos anos, a cidade de Mariana tem usado o esporte como forma de atrair mais turistas e mostrar o investimento do município em um importante setor da sociedade.

A construção da nova arena e a presença de eventos de relevância, como os jogos do Estadual masculino, além do Enduro da Independência e do Iron Biker, mostram a força que a cidade vem ganhando nos últimos meses. "Isso tudo faz parte do nosso calendário esportivo. O turismo esportivo na região é algo que o prefeito trabalha muito e faz o nome da cidade crescer ainda mais", destaca Bruno Freitas, secretário adjunto de eventos esportivos.

Os ingressos estão sendo vendidos por R$ 7 e valem, também, para a partida entre Minas e UFJF, no dia 18, no mesmo local. Toda a renda será revertida para a Associação Marianense de Vôlei, que realiza projetos sociais no município.

O fato de estar em um novo ambiente é destacado por Otávio, que sabe que a torcida celeste vai comparecer, apesar do mando de campo ser do Minas. "A torcida deles é chata, empurra e canta o tempo todo. Teremos que passar por cima disso também. Já jogamos lá uma vez e foi uma experiência diferente. È bacana levar alguns jogos para fora de BH", pontua.

O ponta Filipe também destaca a importância de uma cidade pouco acostumada a receber partidas de vôlei ser sede do clássico.

"Os moradores terão a possibilidade de acompanhar uma partida de alto nível e isso é uma maneira de estimular as crianças a praticar o esporte, de ter a chance de torcer para uma equipe. É muito legal esse envolvimento da cidade", alegra-se.