Arrecadação de Aécio e Marina somam menos do que Dilma

Dilma conseguiu cerca de R$ 80 milhões; Aécio vai declarar a receita de aproximadamente R$ 43 milhões; Já o PSB, captou cerca de R$ 20 milhões até a morte de Eduardo Campos

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Principais candidatos não tiveram vida fácil, apesar dos cumprimentos antes de o programa começar
AP Photo
Principais candidatos não tiveram vida fácil, apesar dos cumprimentos antes de o programa começar

Os comitês dos candidatos Aécio Neves (PSDB) e Marina Silva (PSB), devem declarar ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na próxima terça-feira (2), a arrecadação para campanha dos candidatos, que somadas, não chagam ao valor total arrecadado pela presidente Dilma Rousseff (PT) em dois meses de campanha.

Dilma conseguiu cerca de R$ 80 milhões, Aécio vai declarar a receita de aproximadamente R$ 43 milhões. Já o PSB, captou cerca de R$ 20 milhões até a morte de Eduardo Campos e precisou congelar a arrecadação para substituir o candidato por Marina, que terá uma conta aberta em seu nome nesta segunda-feira (1º).

O comitê da candidata do PSB não tem se preocupado com as finanças da campanha, mesmo com o atraso forçado. O motivo da falta de preocupação é a disparada da ex-senadora nas pesquisas atuais.

Leia tudo sobre: CampanhaarrecadaçõesBrasilEleiçõesAécioMarinaDilmaTSE