Cinco municípios estão acima da média nacional

A reportagem tentou falar com o delegado de São Joaquim de Bicas, mas não obteve retorno

iG Minas Gerais |

O Mapa da Violência 2014, divulgado em julho último pelo Centro Brasileiro de Estudos Latino-Americanos, apontou as cinco cidades mais violentas de Minas. Além de São Joaquim de Bicas, estão na lista Mateus Leme, Teixeiras, Governador Valadares e Esmeraldas. Esses municípios têm taxas de homicídios maiores que as médias nacional e estadual, e muito acima do considerado epidêmico, que é de dez mortes para cada 100 mil habitantes .  

Os números não contam a tristeza de famílias e as vidas interrompidas pela violência. A morte do marido da comerciante Lúcia* em São Joaquim de Bicas, há cerca de um ano, permanece até hoje sem explicação. “Ele se tornou mais um na lista de mortes. Mataram meu marido trabalhando na minha frente, uma cena que não sai da minha cabeça. A polícia só me disse que tinha 43 crimes para investigar”, afirmou.

A reportagem tentou falar com o delegado de São Joaquim de Bicas, mas não obteve retorno. Nas duas vezes em que a equipe esteve na delegacia da cidade, não foi possível falar com ele diante da quantidade de pessoas no local, que atende ocorrências criminais e de trânsito.

Na Companhia da Polícia Militar do município, o policial que estava na unidade informou à reportagem de O TEMPO que os imóveis ficam com as grades trancadas por segurança, mas que, agora, estão sendo feitas mais abordagens nas ruas para prevenir crimes. A equipe também se divide entre o patrulhamento e os registros de ocorrências mais simples, como extravio de documentos.

Mateus Leme Alta. No município de Em Mateus Leme, na região metropolitana da capital, os assassinatos cresceram 150% no período da pesquisa, passando de sete, em 2011, para 18, em 2012.

* Nome fictício

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave