Dupla com submetralhadora mata quatro e fere três em Uberlândia

Crime teria sido cometido por irmão de um rapaz de 19 anos morto há 15 dias no mesmo bairro, Jardim Ipanema

iG Minas Gerais | JOSÉ VÍTOR CAMILO |

A perícia da Polícia Civil recolheu 33 cápsulas de calibre 9 mm no local do crime
Polícia Militar/Divulgação
A perícia da Polícia Civil recolheu 33 cápsulas de calibre 9 mm no local do crime

Uma submetralhadora provavelmente foi a arma utilizada pela dupla que passou atirando em frente à uma pizzaria de Uberlândia, no Triângulo Mineiro, mantando quatro pessoas e ferindo outras três, na madrugada deste domingo (31). A informação é da Polícia Civil (PC), que recolheu 33 cápsulas de calibre 9 milímetros no local.

Segundo as informações do Boletim de Ocorrência registrado pela Polícia Militar (PM), testemunhas relataram que estavam na pizzaria localizada na rua Silvio Fernandes, no bairro Jardim Ipanema, quando dois homens em uma moto XT 660 chegaram em alta velocidade por volta das 20h40. O garupa do veículo teria sacado a arma e efetuou diversos disparos em direção ao local.

Três das vítimas que foram assassinadas, duas mulheres de 31 anos e 19 anos, e um homem de 33 estavam no interior de um Chevrolet Corsa estacionado na porta da pizzaria. Eles seriam os alvos dos atiradores, conforme o levantamento inicial feito pela PM no local.

Além deles, também faleceu um homem de 29, que estava na frente do carro quando foi atingido. Outros três jovens, de 20, 18 e 16 anos foram baleados, mas não correm risco de morte. Todos os atingidos foram socorridos ao Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

Suspeito identificado

Conforme o delegado de plantão Wesley Lucena Dutra, a polícia já teria a identificação de um dos autores do crime, que teria sido reconhecido por clientes da pizzaria. "Ao que tudo indica seria uma vingança, por conta de um homicídio do irmão deste suspeito, ocorrido há cerca de 15 dias no bairro", explicou. O irmão do possível autor teria sido morto após receber várias ameaças do sogro, que não aceitava que o jovem questionasse a paternidade do filho da namorada.

A PM fez rastreamentos neste domingo, entretanto, o autor ainda não foi detido. A perícia da PC recolheu 33 cápsulas de calibre 9 mm, ainda conforme o policial. "É praticamente certo que se tratava de uma submetralhadora, apesar de algumas testemunhas terem pensado que era uma pistola. Isso porque foram muitos disparos em pouco tempo, o suspeito teria que trocar de pente três vezes se fosse uma pistola", disse o delegado Dutra.

Os levantamentos serão feitos a partir desta segunda-feira (1º) pela Delegacia de Homicídios da cidade. 

Leia tudo sobre: homicídiochacinaquatro pessoaspizzariaipanemauberlândiatirossubmetralhadoratriângulo