Gratidão ao diretor Ricardo Waddington

iG Minas Gerais |

Com muitos convites para o teatro e o cinema, Isis Valverde teve de adiar alguns projetos para atender ao chamado de Ricardo Waddington, diretor de núcleo de “Boogie Oogie”. A atitude é justificável. Se hoje a atriz é um nome disputado dentro da Globo, alguns créditos pertencem a Waddington. Foi ele quem bateu os olhos no teste de Isis para “Sinhá Moça” e a escolheu para dar vida à misteriosa Ana do Véu. “Toda vez que ele me chama para fazer alguma coisa, sei que será legal. Essa confiança é importante”, explica.

Entre textos e mais textos de Sandra, Isis não se assusta em nada com o trabalho que envolve o posto de protagonista. “Faço tudo com amor, carinho, dedicação, buscando uma reposta positiva”, garante.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave