Estudante é agredido por sete homens ao sair de boate

Segundo o pai da vítima ainda não se sabe o motivo das agressões; segundo ele, o jovem não se envolveu em nenhuma briga na boate

iG Minas Gerais | Luiza Muzzi |

Um estudante de 22 anos foi espancado na madrugada deste sábado (30) após sair de uma famosa boate no bairro Santa Lúcia, na região Centro-Sul de Belo Horizonte. Segundo o pai da vítima, que preferiu não ser identificado, o rapaz foi agredido por outros sete homens, por volta das 3h. Ainda não se sabe o motivo da agressão.

Desacordado e bastante machucado, o estudante foi levado por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) até o pronto-socorro do Hospital João XXIII, onde passou por exames. O jovem apresentava escoriações pelo corpo e, segundo a assessoria de imprensa do hospital, ele recebeu alta no fim da tarde.

Natural de Congonhas, na região Central do Estado, o estudante estava acompanhado de outros dois amigos quando foi abordado. A suspeita da família é que o jovem tenha sido vítima de um assalto, já que teve o celular, a carteira e os documentos levados. No entanto, nem o rapaz nem os familiares dele haviam registrado um boletim de ocorrência, até o fechamento desta edição, conforme a Polícia Militar (PM). A hipótese de envolvimento do rapaz em alguma briga dentro da boate não foi descartada.

“Acordei com uma pessoa me ligando às 7h porque meu filho estava no hospital. Pelo telefone, ele me disse que haviam batido nele. Fiquei preocupado”, contou o pai da vítima a reportagem de O TEMPO. Segundo o homem, o jovem estuda em Conselheiro Lafaiete e raramente vai a Belo Horizonte. “Dessa vez os amigos chamaram para ir à boate, e ele foi. Mas, na saída, sete correram atrás dele, como em um arrastão”, lamentou.

O pai da vítima contou ainda que, ao conversar com um policial militar, o PM teria dito que Belo Horizonte está cada dia mais perigosa, e que ele mesmo prefere não sair mais para boates. “O próprio policial me disse que à noite só fica em casa na televisão ou jogando no computador”, disse.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave