Dezoito suspeitos comandados por bandido em presídio no RJ são detidos

Detidos são suspeitos de tráfico de drogas e armas, homicídio, lavagem de dinheiro, extorsão, roubo de veículos e assalto.

iG Minas Gerais | Da Redção |

RIO DE JANEIRO, RJ - Uma operação da Polícia Civil do Rio na capital e em outros cinco municípios do Estado resultou na prisão de 15 pessoas e na detenção de três menores, neste sábado (30).   Os detidos são suspeitos de tráfico de drogas e armas, homicídio, lavagem de dinheiro, extorsão, roubo de veículos e assalto.   Entre os presos, está o taxista Mário Nogueira de Melo, que fazia ponto em frente à delegacia que comandou as investigações, na cidade de Magé, na região metropolitana. Ele é apontado como informante da quadrilha sobre as movimentações e as operações dos policiais e também como responsável por transportar bandidos, drogas e armas. De acordo com a Polícia, a quadrilha é ligada a uma das mais violentas facções criminosas, e o grupo era comandado por um bandido que está preso por tráfico de drogas, no presídio Vicente Piragibe, por meio de um celular. A operação é resultado de dez meses de investigação e envolveu cerca de 300 policias. Baseou-se em 36 mandados de prisão e 48 de buscas e apreensão emitidos pela Justiça. Outros oito suspeitos já haviam sido presos desde que as investigações começaram, em outubro do ano passado. O envolvimento do taxista, primeiro detido na operação, por volta das 3h da manhã, foi comprovado por meio da quebra de sigilo telefônico. Ele foi detido no ponto onde trabalhava. Na casa do taxista, foram apreendidos um relógio avaliado em R$ 10 mil pelos policiais e cerca de R$ 4.500 em dinheiro. No total, foram apreendidos R$ 10 mil, cinco armas e material para produção de drogas. Nenhum dos detentos resistiu à prisão, segundo o delegado Robson Costa, que comandou as investigações. Os bandidos foram levados para a Polinter, no Andaraí, zona norte do Rio. Os menores estão sendo encaminhados para a Vara da Infância e da Juventude.

Leia tudo sobre: operaçãoRiosuspeitospresos