STJD vai pedir adiamento de jogo entre Santos e Grêmio

Gravidade do incidente motivou o pedido e a intenção do tribunal é julgar o caso antes da data do segundo jogo

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

As ofensas racistas de torcedores gremistas ao goleiro santista Aranha, na última quinta-feira, durante partida em Porto Alegre, podem fazer com que o jogo de volta entre as duas equipes, pelas oitavas de final da Copa do Brasil, seja adiado. Segundo Paulo Schmitt, procurador do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), o presidente do tribunal está despachando um pedido para que o confronto seja adiado.

"Estamos pedindo a suspensão dos jogos desse grupo, por causa da gravidade dos fatos. A gente denunciou rapidamente, para não ter atraso. Queremos avaliar a denúncia, para a comissão disciplinar julgar, antes que haja o outro jogo", revelou.

Schmitt lembrou que a denúncia tem de ser julgada na próxima semana e, como a partida está marcada para o dia 3 de setembro, a próxima quarta-feira, na Vila Belmiro, ele quer o adiamento do duelo. "Entre as penas existe a exclusão do Grêmio da competição", afirmou. O clube gaúcho será denunciado por ato discriminatório e responderá por infração ao artigo 234-G do Código Brasileiro de Justiça Desportiva. Outra punição cabível é a aplicação de multa de até R$ 100 mil.

O Grêmio garante que está colaborando com as autoridades e afirma que já identificou dez torcedores que praticaram atos racistas na partida contra o Santos, sendo que dois deles pertencem ao quadro de associados do clube. O vice-presidente Nestor Hein garantiu que imagens serão enviadas à Polícia Civil. "Estamos levantando as imagens, com as câmeras do nosso estádio, para identificar todos os torcedores. Estamos agindo em duas frentes, auxiliando as autoridades e tomando medidas internas", avisou.

Leia tudo sobre: stjdgremiosantosracismofutebol