Abertura em estádio de futebol será inédita no Campeonato Mundial

Nacional de Varsóvia será o palco de Polônia x Sérvia, no primeiro jogo da competição, e entrará para a história visto de perto por 62 mil pessoas

iG Minas Gerais | DÉBORA FERREIRA |

Com um custo que excede R$ 1 bi, estádio impressiona pela beleza e modernidade
FIVB/Reprodução
Com um custo que excede R$ 1 bi, estádio impressiona pela beleza e modernidade

Quem assistir à estreia do Mundial de Vôlei masculino, na Polônia, irá se recordar de um dia histórico no Maracanã. Neste sábado, a equipe da casa recebe a Sérvia no moderno Estádio Nacional de Varsóvia, inaugurado em 2011, e com capacidade para um público nada modesto de 62 mil pessoas. Apesar de não ser uma prática comum, a ideia não é inovadora: em 1983, a seleção brasileira bateu a União Soviética no “templo do futebol” tupiniquim por 3 a 1, diante de 95.887 torcedores.

No Brasil, a disputa foi válida pelo Grade Desafio de Vôlei, mas no Campeonato Mundial, criado em 1949 e que só acontece a quatro anos, será inédito. Tanto que a arena, que começou a ser construída ainda em 2008, seria utilizada na Liga Mundial do ano passado, mas  precisou esperar mais um ano para receber seu primeiro jogo de vôlei.

O local já foi palco de shows de artistas como Paul McCartney, Roger Waters e Beyoncé, e traz muita tecnologia em sua estrutura. Inaugurado para a Eurocopa de 2011, conta com um teto retrátil e custou mais de R$ 1 bi. O local tem quatro restaurantes, mais de 1.500 vagas de estacionamento e até um clube fitness.

Nesta sexta-feira, os donos da casa fizeram o primeiro treino no monumento de Varsóvia. Animados com a beleza do local, atletas e comissão técnica das duas equipes esperam chamar a atenção do mundo também em quadra, montada sobre o gramado. “Espero que esse jogo ajude a promover o vôlei na Sérvia e no resto do mundo. Vai ser espetacular para os fãs, e é um prazer para nós termos sido escolhidos para a abertura com a Polônia”, comentou o técnico Igor Kolakovic, da Sérvia.

Veja imagens do estádio e da quadra montada ao centro, com o teto todo fechado:

Leia tudo sobre: aberutracampeonato mundialmasculinovarsóviapolôniasérviaeurocopavôlei