Tiroteio em bar deixa um homem morto e três pessoas feridas

Suspeitos de cometer o crime saíram de um carro e efetuaram vários disparos contra as vítimas que estavam em frente a um bar

iG Minas Gerais | Lisley Alvarenga |

Vítimas foram baleadas em frente a um bar, no Citrolândia
João Lêus
Vítimas foram baleadas em frente a um bar, no Citrolândia

Uma suposta guerra pelo comando do tráfico de drogas na região do bairro Citrolândia, em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte, pode ter sido o motivo de um tiroteio que deixou uma pessoa morta e três feridas na noite de anteontem.

De acordo com o boletim de ocorrência da Polícia Militar, policiais do 33º batalhão faziam patrulhamento de rotina no bairro Vila Navegantes, quando escutaram barulho de tiros vindo da rua Geraldo José Vieira.

Ao chegarem à via, os policiais encontraram quatro pessoas caídas ao solo, em frente a um bar, sangrando e pedindo socorro. Três homens com idade entre 21 e 44 anos e uma mulher de 35 foram encaminhados ao Hospital Regional de Betim. Porém, Fábio Júnior Rodrigo Silva Ferreira, de 21, que foi baleado no peito, perna e quadril, não resistiu aos ferimentos e faleceu na unidade de saúde.

Os outros atingidos contaram à corporação que sempre frequentavam o bar e que viram tiros vindo de diversas direções. Um carro que estava estacionado na porta do comércio também foi atingido.

O dono do bar, Manoel Carlos Ferreira dos Santos, de 37 anos, afirmou que no momento dos disparos estava na cozinha do estabelecimento e só percebeu o que havia acontecido quando saiu de lá.

“Estou assustado até agora com tudo o que aconteceu. Não consegui dormir à noite e resolvi não abrir o bar hoje (ontem), por causa do trauma que sofri. As pessoas atingidas frequentavam o bar. Graças a Deus, não fui atingido. Tenho esse estabelecimento há dez anos, e essa é a primeira vez que acontece algo assim aqui”, disse.

Como a perícia não compareceu ao local, os policiais recolheram no local 12 cápsulas de calibre .40 e nove projéteis de arma de fogo.

Inocente

Um morador da região, que pediu anonimato, afirmou que Fábio Ferreira era uma pessoa trabalhadora e morreu porque “estava no lugar errado e na hora errada”. “Ele se mudou para o bairro há cerca de seis meses. Deixou esposa e um filho pequeno. O Gordinho, como nós o conhecíamos, era um bom homem. Ficamos chateados porque mais uma pessoa inocente morreu por causa da criminalidade”, lamentou o morador ao revelar que quatro envolvidos no crime teriam chegado em frente ao bar, em um Siena prata, e saído do carro efetuando os disparos. “Dois saíram do veículo e dois ficaram dentro. Depois do tiroteio, eles fugiram”.

A PM recebeu uma ligação anônima que afirmou que um homem, conhecido como Rodriguinho, seria o autor do crime.

Estado de saúde

A mulher de 35 anos foi liberada anteontem do Regional. Já os dois homens passaram por procedimentos cirúrgicos. O quadro clínico deles é estável e ambos permanecem internados.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave