Sem levar gol há cinco jogos, Fábio pode igualar marca de 1997

Se não for vazado pelo ataque da Chapecoense, atual arqueiro igualará invencibilidade de goleiro campeão da Libertadores

iG Minas Gerais | GUILHERME GUIMARÃES |

Goleiro diz não gostar de polêmicas e reclamou da forma como algumas pessoas avaliaram o gol sofrido no Maracanã
GUALTER NAVES/LIGHT PRESS/TEXTUAL
Goleiro diz não gostar de polêmicas e reclamou da forma como algumas pessoas avaliaram o gol sofrido no Maracanã

O goleiro Fábio está perto de igualar uma importante marca com a camisa do Cruzeiro. Sem sofrer gols há cinco jogos, o atual camisa 1 da Raposa está perto de atingir invencibilidade alcançada pelo goleiro Dida, em 1997.

Ainda quando vestia o uniforme celeste, Dida ficou seis jogos sem levar gols, entre partidas do Campeonato Brasileiro (cinco) e da Supercopa (uma) na década de 1990.

É a segunda vez que Fábio alcança invencibilidade de cinco jogos sem levar gols. Números até hoje destacados como recorde pessoal do goleiro. A primeira ocorreu em 2012, sob o comando do técnico Vágner Mancini, entre jogos do Campeonato Mineiro (quatro partidas) e da Copa do Brasil (uma).

Caso passe ileso diante da Chapecoense, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro, neste sábado, às 18h30, no Mineirão, o atual capitão celeste igualará o recorde de outro grande goleiro da história cruzeirense.

O Cruzeiro não sofre gols há 21 dias. O último clube a balançar as redes da Raposa foi o Botafogo, no empate em 1 a 1 entre as equipes, no Maracanã, em partida válida pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Pela boa sequência sem tomar gols, o time celeste já figura entre as melhores defesas do Brasileirão. Ao lado de Internacional e Santos tem a segunda retaguarda menos vazada. Só perde para o Corinthians, que levou 11.

A equipe celeste, que lidera o Brasileiro com folgas – 39 pontos em 17 jogos, tem o melhor ataque da competição. Foram 34 gols marcados, média de dois gols por partida.

Apesar de estar próximo de uma importante marca, Fábio prefere adotar o discurso de valorizar o coletivo. “É uma coisa que eu nem parei para pensar (marca). Tudo vem acontecendo na minha vida e na minha trajetória no Cruzeiro. Fico feliz por ter oportunidade de atingir tal feito, mas não é uma coisa que penso. Quero jogar, fazer o meu melhor, ajudar a equipe e dar minha parcela de contribuição”, disse o goleiro.

Confira a sequência de jogos em que Dida ficou sem sofrer gol

Temporada 1997 (sob o comando do técnico Nelsinho Batista)

01/10 – Grêmio 0 x 0 Cruzeiro – Campeonato Brasileiro (Olímpico) 04/10 – Cruzeiro 4 x 0 Goiás – Campeonato Brasileiro (Mineirão) 08/10 – Cruzeiro 0 x 0 Vasco – Campeonato Brasileiro (Mineirão) 12/10 – Bragantino 0 x 0 Cruzeiro – Brasileirão (Marcelo Stefani) 15/10 – Cruzeiro 2 x 0 Colo Colo-CHI – Supercopa (Mineirão) 18/10 – Cruzeiro 1 x 0 Corinthians – Brasileirão (Mineirão)

Sequências de Fábio sem levar gol no Cruzeiro

Temporada 2012 (sob comando do técnico Vágner Mancini)

25/02 – Democrata-GV 0 x 2 Cruzeiro – Campeonato Mineiro (Mamudão) 03/03 – Cruzeiro 2 x 0 América-TO – Campeonato Mineiro (Arena do Jacaré) 07/03 – Rio Branco 0 x 6 Cruzeiro – Copa do Brasil (Arena da Floresta) 11/03 – Cruzeiro 2 x 0 Villa Nova - Campeonato Mineiro (Arena do Jacaré) 18/03 – Caldense 0 x 5 Cruzeiro – Campeonato Mineiro (Ronaldo Junqueira)

Temporada 2014 (sob o comando do técnico Marcelo Oliveira)

09/08 – Criciúma 0 x 0 Cruzeiro – Campeonato Brasileiro (Heriberto Hulse) 17/08 – Cruzeiro 3 x 0 Santos – Campeonato Brasileiro (Mineirão) 21/08 – Cruzeiro 1 x 0 Grêmio – Campeonato Brasileiro (Mineirão) 24/08 – Goiás 0 x 1 Cruzeiro – Campeonato Brasileiro (Serra Dourada) 27/08 – Cruzeiro 5 x 0 Santa Rita – Copa do Brasil (Mineirão)

Leia tudo sobre: CruzeiroFábioRaposaDida