Ideias da Morar

Mostra contempla projetos autênticos, criativos e que servem de inspiração ao décor

iG Minas Gerais | Ana Paula Braga |

Clean>Cozinha do Chef, por Ana Terra, mescla elementos contemporâneos e clássicos com muita elegância
Gustavo Xavier/ Divulgação
Clean>Cozinha do Chef, por Ana Terra, mescla elementos contemporâneos e clássicos com muita elegância
Saber otimizar o custo final de um projeto de decoração pode ser uma maneira de torná-lo único e bastante acessível. Já a necessidade de atender as exigências de um mundo cada vez mais preocupado com o desenvolvimento sustentável tem mexido, e muito, com a criatividade de arquitetos, designers e decoradores mundo afora.    Esse movimento não traz apenas os benefícios mais óbvios, como a reutilização de materiais que seriam descartados no dia a dia e o uso consciente dos recursos naturais, mas a descoberta de novas formas e possibilidades de uso desses materiais pode fazer toda a diferença em uma composição e dar um toque muito especial aos cenários da casa.   É inspirada nessas e em outras grandes apostas que a mostra Morar Mais por Menos, que acontece num ponto nobre do bairro Belvedere, na região Centro-Sul de Belo Horizonte, reafirma o propósito de explorar a criatividade dos mais de 80 profissionais em todos os sentidos.    De acordo com a curadora Josette Davis, a ideia sempre foi apresentar aos moradores e visitantes que “hoje é possível ter acesso a uma casa confortável, esteticamente bonita e, ao mesmo tempo, sofisticada”. Com propostas bastante inusitadas, os 59 espaços da oitava edição da Morar Mais foram projetados por arquitetos, designers, decoradores e paisagistas mineiros sem abrir mão de um dos princípios básicos que impulsionaram a criação do evento, que é o de garantir o melhor custo-benefício do mercado em qualquer projeto de decoração.   Inspiração A Cozinha do Chef, projetada pela arquiteta Ana Terra, ganha novos ares quando elementos contemporâneos e clássicos se misturam em um ambiente elegante, clean e muito sóbrio. Além de ter como parâmetro as últimas tendências do Salão de Milão, ela soube explorar perfeitamente os principais conceitos da mostra, como customização e sustentabilidade.    “O frontão da cozinha é revestido por um mosaico de descarte de mármore, e a estrutura da grade suspensa serviu de suporte para colocar algumas plantas. O tecnocimento usado tanto no piso quanto na parede é um produto com uma tecnologia mais atual e sofisticada. Nesta cozinha, o azul se transforma em um novo preto, e a madeira deixou o ambiente ainda mais aconchegante”, pontua Ana Terra.   Móveis multifuncionais, tapetes e cortinas de fibras de garrafas PET, bancada feita de tubos de creme dental, além de bancos, cachepôs, cabides e nichos de papelão são alguns exemplos de apelo ecológico e inteligente que também ganham destaque no Quarto das Netas, projetado pelas arquitetas Consuelo e Thaís Fontenelle.   

Leia tudo sobre: morar mais por menos