Vice de Marina diz que avião não é problema do partido

A Polícia Federal (PF) investiga a hipótese de que o avião utilizado para a campanha de Campos desde maio, tenha sido comprado com recursos de caixa dois do PSB ou de empresários

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

História. Beto Albuquerque disse, ontem, que a continuidade do legado de Eduardo Campos é um compromisso do PSB com o Brasil
ED FERREIRA
História. Beto Albuquerque disse, ontem, que a continuidade do legado de Eduardo Campos é um compromisso do PSB com o Brasil

Em entrevista após visitar um evento do setor sucroenergético nessa quinta-feira (28), o candidato a vice na chapa de Marina Silva, Beto Albuquerque (PSB-RS) disse que o caso envolvendo a compra do avião que caiu em Santos e provocou a morte do ex-candidato Eduardo Campos "não é problema" do partido. As informações são do jornal "Folha de São Paulo"

A Polícia Federal (PF) investiga a hipótese de que o avião utilizado para a campanha de Campos desde maio, tenha sido comprado com recursos de caixa dois do PSB ou de empresários.

Durante investigação, a PF descobriu que uma das empresas envolvidas na compra da aeronave recebeu benefício por decreto assinado por Campos, quando ele era governador em 2011. Beto disse que o partido não tinha a obrigação de fazer uma pesquisa para realizar a compra da aeronave. "Ninguém pergunta ao taxista se o táxi é roubado", explica.

O candidato a vice respondeu as perguntas na tentativa de blindar a candidata Marina Silva, que não respondeu nenhuma questionamento sobre a aeronave.

Leia tudo sobre: AviãoEduardo CamposMarina SilvaBeto AlbuquerquePSBEleiçõesPolíticaBrasil