Santos pede punição a torcedores que insultaram Aranha

Outro jogador do Peixe, o volante Arouca, também foi vítima de racismo recentemente no futebol brasileiro

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Capitão do Santos, o zagueiro Edu Dracena classificou como imbecil o ato da torcida do Grêmio em gritar insultos racistas a Aranha. Durante o jogo entre as equipes na noite de quinta-feira, em Porto Alegre, pela Copa do Brasil, o goleiro santista disse ter sido chamado de "preto fedido" e as câmeras da transmissão da TV também captaram os gritos de "macaco".

"Futebol é para diversão e espetáculo. Uma pessoa como essa imbecil (que cometeu os atos racistas) tem de ser banida do futebol. O Aranha foi feliz ao denunciar o que aconteceu. Só assim podemos acabar com o racismo", disse o zagueiro e capitão do Santos. "Estamos em ano de Copa do Mundo. Daqui a pouco vamos ter Olimpíada e vemos um comportamento como esse".

Outro jogador do Santos já foi vítima de racismo recentemente no futebol. O volante Arouca passou por situação parecida em março, durante jogo em Mogi Mirim, pelo Paulistão. "A gente vive sofrendo isso aí e ninguém toma atitude", reclamou ele, após o caso com Aranha.

Depois da vitória santista por 2 a 0, Arouca saiu em defesa do companheiro de time e cobrou punições. "Esperamos que alguma autoridade possa tomar uma atitude. Enquanto não houver um ato mais severo, a gente vai continuar passando por esse problema", reclamou o volante.

No seu caso, Arouca foi xingado por torcedores do Mogi Mirim ao fim da vitória santista por 5 a 2, válida pela primeira fase do campeonato estadual. Como punição, o clube do interior paulista precisou pagar uma multa de R$ 50 mil.

O técnico Oswaldo de Oliveira também criticou a falta de atitudes para coibir atos racistas. "O melhor será a gente parar de falar nisso e deixar para as autoridades punirem. Quando nada acontece, o problema aumenta, porque as pessoas se motivam a continuar fazendo. Por isso, os atos só se multiplicam", reclamou o comandante do Santos.

A diretoria santista também se manifestou, pedindo punição aos envolvidos e isentando o Grêmio de culpa. "Nosso sentimento é de ficar indignado com a atitude da torcida. Vamos esperar que exista algum avanço nas atitudes, mas não contra o Grêmio, mas, sim, contra os torcedores", disse o gerente de futebol do Santos o ex-jogador Zinho.

Leia tudo sobre: santosquerpuniçaotorcedoresinsultosracistasgoleiroaranhagremiocopa do brasil