Avaliação do governo é regular

Por outro lado, o conceito “ruim” foi citado por 16,6%, e o “muito ruim”, por 16,8%

iG Minas Gerais | Tâmara Teixeira |

A pesquisa DataTempo/CP2 também perguntou aos entrevistados sobre a avaliação que eles fazem do governo de Minas. A maior parte dos que responderam, 27,2%, disse que a gestão é regular. No último levantamento, esta também foi a resposta mais comum, obtida em 32,5% dos questionários.  

De maneira geral, a avaliação negativa é um pouco superior à positiva. O número de mineiros que consideram o governo bom caiu de 17,6% para 14%. O índice de “muito bom” se manteve estável, de 10,2% para 10,7%. Somando os dois percentuais, a avaliação positiva soma 28,3%, ante os 32,5% da pesquisa anterior.

Por outro lado, o conceito “ruim” foi citado por 16,6%, e o “muito ruim”, por 16,8%. A variação em relação à última pesquisa do instituto, realizada entre 31 de julho e 4 de agosto, está dentro da margem de erro, que é de 2,16 pontos percentuais. Juntos, os resultados negativos alcançam 33,4%.

Foram considerados os mandatos de Antonio Anastasia (PSDB), reeleito em 2010 e que disputa uma vaga no Senado neste ano, e o do atual governador, Alberto Pinto Coelho (PP), que assumiu o Executivo em abril deste ano, depois da saída do tucano.

Entre os 2.066 entrevistados em diversos municípios mineiros, quase dobrou o percentual daqueles eleitores que não souberam responder sobre a avaliação do atual governo do Estado, saltando de 7,8% para 14,2%. Já o índice dos que não responderam caiu de 0,9% para 0,4%. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave