Laudo que aponta causas do desabamento será entregue na próxima semana

O documento será entregue ao delegado responsável pela investigação na próxima quarta-feira (3)

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Na imagem, pilar do Batalha dos Guararapes afundado sobre o bloco que se rompeu
Reproducao / Relatorio do Engenh
Na imagem, pilar do Batalha dos Guararapes afundado sobre o bloco que se rompeu

Será entregue na próxima quarta-feira (3) o laudo feito pelo Instituto de Criminalística da Polícia Civil (PC) que apontará as causas do desabamento da alça norte do Viaduto Batalha dos Guararapes, da avenida Pedro I, na altura do bairro São João Batista, em Venda Nova. O laudo técnico será entregue ao delegado responsável pelo inquérito policial que apura os responsáveis pela queda. A informação foi divulgada na tarde desta quinta-feira (28), pela assessoria da PC.

O desabamento aconteceu exatamente dois meses antes da entrega do estudo, no dia 3 de julho, quando duas pessoas morreram e várias outras ficaram feridas após a estrutura de concreto atingir quatro veículos, entre eles um micro-ônibus. Ainda de acordo com a corporação, o documento está em fase final de elaboração e já conta com diversos itens, incluindo o que aponta para erros de cálculo que levaram à redução da quantidade de materiais utilizada na construção da estrutura. Outro ponto que faz parte do laudo é sobre o tamanho dos blocos.

Já a análise do terreno no entorno do pilar que cedeu não mostra causalidade entre o solo e a queda da estrutura. Após receber o laudo, o delegado responsável pelo inquérito policial avaliará se há necessidade de solicitar esclarecimentos ou informações técnicas complementares para prosseguir na apuração dos responsáveis pelo desabamento. A etapa seguinte consistirá em ouvir os representantes da empresa e os responsáveis pela obra sobre os pontos falhos revelados pela perícia.

Atualmente, o delegado ainda aguarda a resposta da Justiça, referente ao pedido feito no sentido de obter a dilação do prazo para a conclusão das investigações.