Pimenta acusa candidato do PT de 'mentiroso' e esquenta disputa

As mentiras que o candidato tucano atribuiu ao rival envolvem o metrô de Belo Horizonte, que seria gerido pelo governo federal e não pelo Estado

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

POLITICA. BELO HORIZONTE, MG.

Pimenta da Veiga da coletiva e reune com equipe de coordenacao da campanha

FOTO: LINCON ZARBIETTI / O TEMPO / 21.08.2014
Lincon Zarbietti / O Tempo
POLITICA. BELO HORIZONTE, MG. Pimenta da Veiga da coletiva e reune com equipe de coordenacao da campanha FOTO: LINCON ZARBIETTI / O TEMPO / 21.08.2014

A disputa pelo governo de Minas Gerais subiu de tom nesta semana. O candidato do PSDB, Pimenta da Veiga, atacou nesta quinta-feira (28) o seu rival do PT, Fernando Pimentel, acusando-o de ser "mentiroso" e de mandar roubar placas da sua campanha.

Pimenta reagiu por Pimentel ter dito que o tucano "se esconde atrás de apoios", como o do presidenciável Aécio Neves, porque não teria o que mostrar. A campanha petista procura caracterizar Pimenta da Veiga como alguém de fora do Estado, pelo fato de o tucano ter vivido fora de Minas por dez anos.

"Alguém que manda roubar placas do adversário como ele fez e alguém que tem mentido descaradamente não está apto a falar do meu comportamento", disse Pimenta durante ato de campanha em Belo Horizonte.

"Meu comportamento é muito diferente do dele. Eu tenho uma longa vida pública honrada, e não vou fazer um debate com alguém com essas características que disse", completou.

Ao acusar seu rival de mandar roubar placas, Pimenta se referia ao fato de duas pessoas que trabalhavam para a campanha do PT terem sido flagrados e detidos nesta semana substituindo cavaletes de rua do PSDB por material de Pimentel.

Os detidos vão responder em liberdade por suspeita de crime eleitoral, e o PT disse que a ação foi "iniciativa pessoal" de militantes. "A destruição de material de adversários jamais seguiu orientação da coordenação da coligação Minas pra Você", informou o PT, em nota.

As mentiras que Pimenta atribuiu ao rival envolvem o metrô de Belo Horizonte, que seria gerido pelo governo federal e não pelo Estado, e o fato de Pimentel dizer que a gestão tucana no Estado não entregou hospitais.

"[Pimentel] está mentindo descaradamente para os mineiros. Isso é achar que mineiro é bobo. Bobo é quem acha que o mineiro é tolo", disse o candidato do PSDB. Pimentel está no interior do Estado nesta quinta-feira (28). A campanha deverá se manifestar por meio de nota.

Segundo pesquisa Ibope divulgada na terça-feira (26), Pimentel lidera a disputa em Minas com 37% de intenções de voto, contra 23% do tucano. Os outros candidatos somam 7% de intenções de voto. Os brancos e nulos são 11%. Os indecisos, 22%.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave