Criação de novas empresas cresce 14,5% em julho

No acumulado dos sete primeiros meses do ano, o total de novos empreendimentos atingiu 1,115 milhão, elevação de 2,9% na comparação com igual período de 2013

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Em julho, foram criados 170.952 empreendimentos no país, alta de 14,5% ante junho. Segundo o Indicador Serasa Experian de Nascimento de Empresas, o resultado é o segundo maior para meses de julho desde 2010, ficando atrás apenas do registrado no mesmo mês do ano passado, quando surgiram 179.148 firmas.

No acumulado dos sete primeiros meses do ano, o total de novos empreendimentos atingiu 1,115 milhão, elevação de 2,9% na comparação com igual período de 2013. Nesta base comparativa, o resultado é o maior da séria histórica do indicador, com início em 2010.

Na análise dos dados por segmento, os Microempreendedores Individuais (MEIs) foram os principais responsáveis pela criação de novas empresas, com 123.069. Segundo a Serasa, na margem, "a alta de 12,4% denota recuperação do setor, que havia apresentado queda de 5,2% em junho em relação a maio".

As Sociedades Limitadas figuram em segundo lugar, responsáveis pelo surgimento de 21.688 companhias, número 21,9% maior que em junho. Em julho, o número de novas Empresas Individuais foi de 17.338 (alta de 17,5%) e o de novas empresas de outras naturezas chegou a 8.857 (alta de 21,5%).

"A crescente formalização dos negócios no Brasil pode ser responsável pelo aumento constante dos MEIs, registrado desde o início da série histórica do indicador", diz a Serasa Experian, em nota. A instituição destaca que essa modalidade passou de quase metade do total de novos empreendimentos (44,5%, em 2010) para 72,3% no último levantamento.

Leia tudo sobre: Serasacriaçãonovas empresaseconomiaBrasil