Motorista de ônibus escolar aperta pênis de criança em abuso sexual

Além do menino, estudante de 10 anos teria sido estuprada e suspeito oferecia presentes, como calcinha, para que o caso não fosse descoberto

iG Minas Gerais | CAROLINA CAETANO |

A Polícia Civil vai investigar uma suspeita de abuso sexual contra duas crianças em Espera Feliz, na Zona da Mata mineira. Nessa terça-feira (26), as vítimas afirmaram que o suspeito do crime é o motorista de um ônibus escolar que fazia o transporte delas para a instituição de ensino.

De acordo com o boletim de ocorrência da Polícia Militar, a denúncia foi feita pelo Conselho Tutelar da cidade. As crianças foram ouvidas, separadamente, pelos policiais. O menino contou que ele e a garota eram os últimos a chegar em casa.

Quando já não havia mais nenhum outro aluno no veículo, o suspeito de 53 passava o garoto para o banco da frente e começava com os abusos. Além de apertar o pênis, o homem também passava as mãos no ânus do estudante, que sempre chegava em casa com vontade de defecar. Na última terça, a vítima chorou na escola porque não queria voltar para a casa no escolar.

Já a menina de 10 anos disse à polícia que o motorista passava as mãos em seus seios e em sua vagina. Para que o crime não fosse descoberto, o suspeito oferecia balas, doces e até calcinhas para a menina. O estupro, segundo ela, acontecia há cerca de um ano e ele sempre dizia que, caso alguém soubesse, ela não receberia mais presentes.

Após as denúncias, familiares disseram que o homem havia viajado para uma cidade vizinha. Enquanto isso, o transporte das crianças é feito pelo filho do suspeito.

Militares fizeram rastreamento na região, mas o motorista ainda não foi localizado. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave