No Sul, São Paulo quer manter o embalo do Brasileirão

Tricolor só disputa a Sul-Americana por causa do vexame que deu ao ser eliminado na terceira fase da Copa do Brasil

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Inconstante, Ganso tem alternado jogos bons e ruins no Tricolor Paulista
Gaspar Nóbrega/VIPCOMM
Inconstante, Ganso tem alternado jogos bons e ruins no Tricolor Paulista

A empolgação do São Paulo pela recuperação no Campeonato Brasileiro ficará em segundo plano assim que o time pisar no campo do estádio Heriberto Hülse, em Criciúma (SC), para iniciar a sua participação na Copa Sul-Americana contra o Criciúma, nesta quinta-feira, a partir das 20 horas. Se na competição nacional o time tricolor vem de uma série de quatro vitórias, a pressão agora é para manter o bom momento também no torneio mata-mata.

O São Paulo só disputa a Sul-Americana por causa do vexame que deu ao ser eliminado na terceira fase da Copa do Brasil pelo Bragantino, no Morumbi (derrota de virada por 3 a 1), em uma das suas piores partidas da temporada. Mas a queda, que ameaçou colocar o time em crise, acabou virando um divisor de águas e de lá para cá o time melhorou muito.

“Na derrota se aprendem muitas coisas. Contra o Bragantino foi uma fatalidade que não pode voltar a acontecer, mas foi depois daquilo que embalamos no Brasileirão. Quem jogar tem de estar preparado e mostrar que pode jogar no São Paulo. Todos, do número 1 ao 25, têm de ser importantes. A individualidade pode resolver um jogo, mas o campeonato se ganha coletivamente”, afirmou o lateral-esquerdo uruguaio Alvaro Pereira.

Embora enfrente um rival em queda livre no Brasileirão (o Criciúma não vence há sete partidas e está na zona de rebaixamento), a missão pode não ser tão simples como se desenha, já que o time não será o mesmo que vem embalado na disputa nacional. A maratona de jogos e a partida contra o Figueirense - também em Santa Catarina - no fim de semana fizeram o técnico Muricy Ramalho poupar Kaká e Rafael Toloi, que só viajam para encontrar o grupo para o duelo de domingo. E Paulo Henrique Ganso virou desfalque de última hora após sentir fadiga muscular depois do treino dessa quarta. Ele nem sequer foi relacionado.

As ausências mostram que, ao menos agora, Muricy Ramalho dará mais atenção à perseguição ao Cruzeiro no Brasileirão, mas os jogadores descartam que o time entrará em campo com a atenção desviada. “É uma competição internacional, e o São Paulo tem de saber enfrentá-la da melhor forma. Sabemos que o calendário é apertado e que às vezes é preciso poupar jogadores, mas temos de nos adaptar e saber que o grupo tem capacidade para fazer um grande papel tanto na Sul-Americana quanto no Brasileiro”, disse Alvaro Pereira.

CRICIÚMA - Preocupado com a fraca participação no Brasileirão, o Criciúma mandará um time cheio de reservas para o jogo. O técnico interino Wilson Vaterkemper manterá apenas Paulo Baier, João Vitor e Silvinho da equipe que perdeu do Flamengo no final de semana. O clube terá a estreia do lateral-direito Luís Felipe, que em 2013 disputou a Série B pelo Palmeiras.  

Leia tudo sobre: sao paulocriciumasul-americanajogo