Marido é morto e companheira se preocupa em ficar com carro roubado

Durante o registro da ocorrência, mulher disse à polícia que as chaves do veículo deveriam ficar com ela, uma vez que o automóvel pertencia ao seu companheiro

iG Minas Gerais | CAROLINA CAETANO |

Um homem de 32 anos foi assassinado com vários tiros, na noite dessa quarta-feira  (27), no bairro Castanheira, na região Leste de Belo Horizonte. Durante o registro da ocorrência, a companheira da vítima exigiu que os militares lhe entregassem as chaves do veículo que estava com o marido, mas era produto de roubo.

De acordo com o boletim de ocorrência da Polícia Militar, Alexandre Nunes da Silva, conhecido pelo apelido de “Batata”, foi baleado na rua Arco Íris. Os vários tiros atingiram o peito, costas e braço da vítima. Populares contaram aos policiais do 22º Batalhão que o homem tinha envolvimento com o tráfico de drogas, roubos e homicídios na área.

A companheira de Silva foi até o local do crime e disse que não sabia informar quem seria o autor dos disparos e qual era a motivação do homicídio. Porém, ele contou à corporação que, há alguns dias, o marido tinha atirado em outra pessoa.

No momento do crime, ainda conforme populares, a vítima estava dentro de um Renault Sandero de cor vermelha. O veículo foi localizado abandonado no mesmo quarteirão do crime. Ao consultar a placa do carro, a polícia constatou que ele havia sido roubado no último domingo (24).

A mulher de Silva acompanhou o registro do caso e pediu que as chaves fossem entregues para ela, uma vez que o carro era do marido. Porém, a dona de casa foi informada que não poderia ficar com o automóvel.

Próximo ao corpo de Silva foram encontrados cartuchos de pistola 380. Nenhum suspeito foi identificado ou localizado. A ocorrência foi encerrada na Central de Flagrantes 2 (Ceflan).

Sabará

Também na noite dessa quarta, um homem não identificado foi executado em Sabará, na Grande BH.  O corpo foi encontrado na rua Guaraciaba. A vítima, que não portava documento, aparentava ter 19 anos.

Autoria e motivação do crime são desconhecidas. A investigação do caso ficará a cargo da Polícia Civil.

Leia tudo sobre: sabarácastanheiracarrohomicídios