Até 10 de dezembro, dá para viajar pagando 3 vezes menos

Para Porto Seguro, preços quase triplicam de agosto para o fim do ano; para Paris, sobem 12%

iG Minas Gerais | Queila Ariadne |

Baixa temporada. Com o dinheiro de uma única viagem para Porto Seguro no réveillon, daria para pagar quase três pacotes em agosto
PREFEITURA PORTO SEGURO/DIVULGAÇÃO-20-6-2009
Baixa temporada. Com o dinheiro de uma única viagem para Porto Seguro no réveillon, daria para pagar quase três pacotes em agosto

A indústria está reclamando, o comércio também, mas o turismo de lazer, por enquanto, segue muito bem requisitado. O setor confirma que, depois da Copa do Mundo, a demanda voltou a se aquecer e já tem gente comprando viagens para o fim do ano. A baixa temporada começou e vai até 10 de dezembro. Como nem todos podem embarcar nos preços camaradas, resta preparar o bolso, porque os pacotes chegam a ficar quase três vezes mais caros nas festas de fim de ano, nas férias e no Carnaval. Segundo cotação da Exodus Turismo, é possível passar uma semana em Porto Seguro em agosto, a partir de R$ 770 por pessoa. Mas, se a viagem for entre 27 de dezembro e 2 de janeiro de 2015, aí não sai por menos de R$ 2.100 cada cabeça. Ou seja, com o preço de uma única pessoa para o réveillon, daria para bancar a viagem de praticamente três pessoas agora. O gerente de marketing da CVC Minas, Renato Lomas, afirma que o consumidor não deve deixar para comprar na última hora, na esperança de promoções, pois elas não virão. “As vendas estão fortes, por isso não acredito que o setor vai baixar. Sempre é bom comprar com antecedência”, destaca. Segundo Lomas, para se ter uma ideia da vantagem de planejar a viagem com antecedência, basta colocar na ponta do lápis. “Mesmo na baixa temporada o planejamento faz diferença, pois, quem compra em cima da hora corre o risco de não encontrar disponibilidade no aéreo e pagar mais caro. Por exemplo, temos um pacote para Porto Seguro, com saída no dia 30 de agosto, por R$ 948. Em setembro, a média de preços cai para R$ 850”, afirma. Já na semana do réveillon, esse pacote sobe para R$ 1.118. O presidente da Master Turismo, Fernando Dias, também defende a compra antecipada. “Não estou vendo promoções para o fim de ano. Na alta temporada, é comum subir em média 50%, mas às vezes os preços mais do que dobram nas viagens nacionais, por isso vale a pena comprar antes, até mesmo para encontrar o que deseja”, afirma Já no caso das viagens internacionais, o aumento não chega a ser tão forte. “Em relação à baixa temporada, os preços sobem cerca de 30%”, estima Dias. Quem quiser curtir o réveillon em Paris, por exemplo, pagará R$ 5.925, 12% a menos, segundo cotação da Exodus. “No caso das viagens nacionais, a diferença média de preços entre baixa e alta temporada gira em torno de 60%, mas pode chegar a 100%, se compararmos com o réveillon. Já para as viagens internacionais, a diferença é entre 30% e 40%”, explica Faria.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave