Narrativas infantis são reunidas em álbum

Alice Cântia e Chicó do Céu lançam o CD “Contos de Lá nos Cantos de Cá” hoje, na biblioteca Luiz de Bessa

iG Minas Gerais | Carlos Andrei Siquara |

Parceria. Alice Cântia e Chicó do Céu há oito anos se dedicam ao trabalho de contação de histórias
Marco Antonio Goncalves
Parceria. Alice Cântia e Chicó do Céu há oito anos se dedicam ao trabalho de contação de histórias

A palavra capaz de provocar a imaginação de curiosas aventuras é o elemento principal do trabalho da dupla Alice Cântia e Chicó do Céu. Com oito anos dedicados à narração de histórias, os dois lançam o disco “Contos de Lá nos Cantos de Cá”, hoje, na Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa.

O álbum é centrado em seis narrativas. Para Chicó, o produto sintetiza a trajetória do projeto que amadureceu na estrada. De acordo com ele, foi após conhecer diferentes comunidades espalhadas pelo país que veio o interesse de desenvolver a iniciativa.

“Depois de participarmos de um programa em 2006, nós decidimos continuar viajando no ano seguinte por conta própria. Percorremos vários Estados do Brasil e já fomos até no exterior contando histórias. Agora, resolvemos dar esse novo passo”, diz.

Cântia observa que foram selecionados para o CDseis contos que mais fizeram sucesso nesse percurso. Dois deles foram escritos por ela. São eles “O Samba” e “O Menino e A Bailarina”. Outros pertencem à tradição oral, como “A Tartaruga e A Fruta Amarela” e “As Duas Mulheres e O Céu”. Já “O Par de Sapatos”, que abre o disco, e “A Princesinha Medrosa” são, respectivamente, do francês Pierre Gripari e de Odilon Moraes.

“Com o disco a gente entende que consegue ampliar ainda mais a circulação do que fazemos. No formato físico a gente consegue leva-lo para vários lugares e pela internet mais pessoas também podem ouvir”, completa a artista. Na web, o conteúdo está disponível no endereço: www.soundcloud.com/abrapalavra.

Agenda

O quê. Lançamento do disco “Contos de Lá nos Cantos de Cá”

Quando. Hoje, às 20h

Onde. Teatro da Biblioteca Pública Luiz de Bessa (praça da Liberdade)

Quanto. Entrada franca

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave