Dívida pública federal atinge R$ 2,173 trilhões em julho

A correção de juros no estoque da DPF foi de R$ 21,75 bilhões no mês passado; Ela inclui a dívida interna e externa

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O estoque da dívida pública federal (DPF) caiu 1,35% em julho (o equivalente a R$ 18,029 bilhões), atingindo R$ 2,173 trilhões. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira, 27, pelo Tesouro Nacional. Em junho, o estoque estava em R$ 2,202 trilhões.

A correção de juros no estoque da DPF foi de R$ 21,75 bilhões no mês passado. A DPF inclui a dívida interna e externa. A Dívida Pública Mobiliária Federal interna (DPMFi) caiu 1,39% e fechou o mês em R$ 2,081 trilhões. A Dívida Pública Federal externa (DPFe) ficou 0,56% menor, somando R$ 91,21 bilhões em julho.

As parcelas de títulos atrelados à inflação e à Selic ficaram acima das bandas do Plano Anual de Financiamento (PAF) em julho, segundo dados do Tesouro Nacional. Os papéis atrelados à Selic aumentaram a fatia, de 19,13% em junho para 19,86% em julho. Dessa forma, ficaram acima da banda estabelecida, que vai de 14% a 19%. Os títulos remunerados pela inflação subiram de 36,12% do estoque da DPF para 37,01%, ficando acima da banda de 33% a 37%.

A parcela de títulos prefixados na Dívida Pública Federal (DPF) ficou abaixo da banda do PAF, que vai de 40% a 44%. A participação passou de 40,73% em junho para 39,03% em julho. Os papéis cambiais elevaram a participação na DPF de 4,01% para 4 10%, mantendo-se na banda que vai de 3% a 5%.

A parcela da DPF a vencer em 12 meses caiu de 28% em junho para 27,70% em julho, segundo o Tesouro Nacional. O prazo médio da dívida subiu de 4,32 anos em junho para 4,41 anos em julho. O custo médio acumulado em 12 meses da DPF passou de 11,05% ao ano em junho para 11,04% ao ano em julho.

Participação de estrangeiros na DPMfi

Os estrangeiros aumentaram a aquisição de títulos do Tesouro Nacional em julho. A participação dos investidores estrangeiros no estoque da DPMFi subiu de 18,17% em junho para 18,52% em julho, somando R$ 385,67 bilhões, segundo os dados do Tesouro Nacional. Em junho, o estoque estava em R$ 383,58 bilhões.

A categoria das instituições financeiras teve queda na participação do estoque da DPMFi de 29,64% em junho para 28,25% em julho. Os Fundos de Investimentos aumentaram a fatia de 20 75% para 21,17%. Na categoria Previdência, a participação subiu de 17,08% para 17,42%. Já as seguradoras tiveram crescimento na participação de 3,96% para 4,03%.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave