Galo mira em sucesso recente em mata-mata para superar o Palmeiras

Além da Libertadores, no ano passado,clube mineiro ainda faturou a Recopa Sul-Americana, neste ano

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Esporte - Belo Horizonte, Mg. Taca Recopa - Atletico vs Lanus. Final da Taca Recopa entre o Galo e Lanus. Jogo de  volta no Estadio Magalhaes Pinto (mineirao). Fotos: Leo Fontes / O Tempo - 23.7.14
LEO FONTES / O TEMPO
Esporte - Belo Horizonte, Mg. Taca Recopa - Atletico vs Lanus. Final da Taca Recopa entre o Galo e Lanus. Jogo de volta no Estadio Magalhaes Pinto (mineirao). Fotos: Leo Fontes / O Tempo - 23.7.14

O Galo começa nesta noite a caminhada na Copa do Brasil. Contra o Palmeiras, no Pacaembu, a equipe fará o primeiro jogo válido pelas oitavas de final da competição. E os jogadores se apegam na experiência adquirida nos dois últimos anos em torneios de mata-mata para se dar bem na disputa. 

Os emocionantes títulos da Copa Libertadores, em 2013, e da Recopa Sul-Americana, neste ano, servem de inspiração para o time tentar a inédita conquista da Copa do Brasil. 

Para o atacante Jô, o bom resultado fora de casa é fundamental. 

"Outra competição, outra maneira de se disputar, mata-mata. Sabemos que gols fora de casa nos favorece. Temos que ter esse pensamento, ir com tudo, espírito diferente, concentração lá em cima para fazer bom jogo e depois resolver dentro de casa", disse o atacante Jô. 

Outro componente do ataque alvinegro, Tardelli também enaltece a  importância de se balançar as redes nesta noite. Ele também destacou que o adversário desta quarta vem motivado pela vitória e pela festa dos 100 anos de fundação. 

"Objetivo nosso é esse. Fazer um bom jogo, temos que jogar com inteligência neste tipo de competição. E tentar fazer gol fora de casa, tem importância grande em competições como copa do Brasil e libertadores. Palmeiras não vem tão bem, mas depois de uma vitória devem vir motivados e é centenário do clube", ressaltou o camisa 9. 

Com disputa por pênaltis, gols no fim das partidas, adversários também ajudando e marcando contra o próprio patrimônio - especificamente no caso do Lanús, na final da Recopa -, Tardelli espera menos sofrimento na Copa do Brasil. 

"Se puder sofrer menos melhor, os últimos mata-mata nossos foram bem sofridos, tentar espelhar na Recopa também. E ter tranquilidade a mais”, comentou o atacante, que mira levantar um troféu que ainda não tem em sua galeria. “Acho que passou, principalmente os títulos internacionais nos da certa confiança para repetir tudo de novo. A gente sabe jogar, tem que saber jogar com o placar, ter o entendimento da partida, saber que o gol fora de casa é importantíssimo, estamos bem cientes disso. Trazer essas energias positivas, titulo inédito ao clube, e inédito para mim também”, concluiu. 

Leia tudo sobre: TardelliLibertadoresCopa do BrasilPalmeirasMata-mataoitavas de finaltítulo