Aécio critica Marina Silva e diz que 'Brasil não é para amadores'

Tucano voltou a dizer que Dilma perdeu a capacidade de gerir o país e, numa indireta às duas adversárias, afirmou que o PSDB tem hoje um diferencial

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Aécio Neves promete reduzir ministérios e dar atenção especial ao Nordeste
George Gianni/psdb
Aécio Neves promete reduzir ministérios e dar atenção especial ao Nordeste

O candidato do PSDB ao Palácio do Planalto, senador Aécio Neves (MG), fez críticas, nesta quarta-feira (27), tanto à presidente Dilma Rousseff (PT), que tenta a reeleição, quanto a ex-senadora Marina Silva (PSB). As duas aparecem à frente dele na últimas pesquisas de intenção de votos, tanto no levantamento divulgado na terça-feira (26) pelo Ibope quanto na pesquisa do CNT/MDA.

Ao lançar um comitê de voluntários de sua campanha em São Paulo, ele disse que o "Brasil não é para amadores", numa referência velada à Marina.

Aécio voltou a dizer que Dilma perdeu a capacidade de gerir o país e, numa indireta às duas adversárias, afirmou que o PSDB tem hoje um diferencial.

"Nós todos nos gostamos, nos respeitamos", afirmou. Dilma e mais recentemente Marina têm enfrentado divergências internas em suas coligações.

"O Brasil não suporta mais quatro [anos] de um governo que perdeu a capacidade de reconhecer os seus equívocos". Segundo ele, " quem não faz o diagnóstico correto" não é capaz de estabelecer o caminho da recuperação.

Depois da crítica a Dilma, fez a primeira menção velada à Marina. Disse não confiar em ajustes "de última hora", e afirmou que a candidatura dela representa um " conjunto de boas intenções que não consegue superar suas imensas contradições ". Por mais de uma vez, disse ainda que é o nome para uma " mudança segura".

Questionado sobre a fala, afirmou que o "Brasil não é para amadores", mas não citou Marina diretamente.

DISCURSO INTERNO

Durante seu discurso, Aécio também adotou um tom motivacional. Aos apoiadores tucanos, pediu para que todos se fortalecessem.

"Vamos nos fortalecer, nos abraçando, olhando no olho. Quero dizer pra vocês: quem vai ganhar essa eleição somos nós."

Por diversas vezes o mineiro ressaltou que tem "time". "Quem tem esse time não pode temer qualquer adversário ou obstáculo que se coloque à sua frente."

Ele ressaltou proposta de dar uma bolsa de um salário mínimo por mês para jovem e adultos que abandonaram o ensino fundamental ou médio para melhorar sua colocação no mercado de trabalho.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave