PT comenta sobre risco de derrota após resultado de pesquisa

Integrantes da cúpula do PT se reuniram para discutir os rumos da campanha; o secretário-geral da Presidência, ministro Gilberto Carvalho disse que a reunião não era por causa dos números da pesquisa, mas admitiu novo cenário

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Dilma ironiza choque de gestão de Aécio e rebate ataques de Campos
FÁBIO RODRIGUES POZZEBOM - AGÊNCIA BRASIL
Dilma ironiza choque de gestão de Aécio e rebate ataques de Campos

Após queda de Dilma Rousseff na pesquisa de intensões de votos do Ibope publicada na terça-feira (26). Integrantes da cúpula do PT se reuniram para discutir os rumos da campanha. As informações são da "Folha de São Paulo".

De acordo com a pesquisa, Dilma perdeu 4% das intenções de voto, totalizando 34%. Aécio Neves (PSDB) oscilou de 23% para 19%, já Marina Silva (PSB) surgiu com 29% e venceria Dilma em um eventual segundo turno.

O secretário-geral da Presidência, ministro Gilberto Carvalho disse que a reunião não era por causa dos números da pesquisa, mas admitiu "uma fotografia mais aproximada do embate eleitoral” logo no inicio de setembro. Ele ainda acrescentou que "Qualquer pesquisa nesse momento tem que ser tomada como uma coisa muito provisória".

A assessoria do candidato Aécio Neves afirmou não estar surpreendida com a pesquisa e que já aguardava um aumento nas intensões de voto para a Marina.

Leia tudo sobre: PTRiscoDilma RousseffEleções 2014IbopeBrasil