Campanha, agora, é no interior

PT coloca equipe de 200 pessoas em busca de apoio de prefeitos e, em troca, oferece apoio futuro

iG Minas Gerais | Isabella Lacerda e Larissa Arantes |

Fernando Pimentel fez caminhada de campanha em Pedro Leopoldo e Matozinhos
Fernando Cavalcanti / Pimentel 13 - divulgação
Fernando Pimentel fez caminhada de campanha em Pedro Leopoldo e Matozinhos

Considerados os maiores cabos eleitorais dos candidatos, os apoios dos prefeitos de Minas são o principal alvo das campanhas a partir de agora. Depois de a disputa começar morna no interior, como mostrou O TEMPO no início do mês, a tática do momento é aumentar a presença dos dois principais candidatos ao governo mineiro em todas as regiões, cada um à sua maneira.

Fernando Pimentel (PT) e Pimenta da Veiga (PSDB) citam estratégias distintas para conseguir adesões às suas campanhas. De um lado, a equipe do petista tem procurado pessoalmente os gestores públicos, sejam eles aliados ou não, pedindo que se engajem na disputa. Já o tucano vem tentando ampliar sua presença nesses locais, com uma agenda mais intensa no interior. Nos bastidores, o grupo do PT responsável por procurar os prefeitos conta com uma equipe de quase 200 pessoas. Eles são responsáveis por bater de porta em porta nas prefeituras propondo apoio em um eventual governo. Segundo a assessoria da campanha do PT, a adesão desses gestores ocorre de forma “natural”, e a maior parte decide pelo apoio antes mesmo de ser procurada. No último dia 16, por exemplo, na Zona da Mata, prefeitos e vereadores de legendas como DEM, PTB, PP e PDT – aliadas de Pimenta da Veiga – declararam apoio a Pimentel. A tática de estar presente no interior também existe e deve prevalecer. Nesta semana, de hoje até domingo, já estão programadas viagens para pelo menos seis cidades. O PSDB também aposta, mas de forma ainda mais intensa, em viagens para o interior. Nos próximos sete dias, Pimenta da Veiga, o candidato a vice, Dinis Pinheiro, e o postulante ao Senado, Antonio Anastasia, irão viajar para, pelo menos, 24 municípios. Em algumas dessas viagens, eles estarão juntos, em outras, o ex-governador segue apenas com o candidato a vice, visitando alguns municípios, enquanto Pimenta participa de outras agendas. Nesta terça o candidato do PSDB falou sobre o reforço das agendas no interior. “Tenho viajado como nenhum outro candidato”, afirmou. Ele citou ainda a rede de apoio que tem no interior. “Nós temos um grande número de apoiadores no interior em todos os níveis, prefeitos, ex-prefeitos, vereadores, e todos trabalham, independentemente da nossa presença”, completou.

“Lapso” Troca. Pimenta da Veiga, disse nesta terça não se lembrar de ter confundido o número de seu partido. nesse segunda, ele se referiu ao número 15 (do PMDB) em vez de 45 (do PSDB). Justificativa. “Evidente que meu número é 45 e quis me referir ao 45. Pode ter sido um lapso, não me lembro disso. De qualquer maneira, é o 45 que vai preponderar”, afirmou nesta terça.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave