Cai PEC que permitia venda da Gasmig

A Presidência da Assembleia Legislativa de Minas Gerais aceitou o requerimento de retirada de tramitação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 68/14

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

A Presidência da Assembleia Legislativa de Minas Gerais  aceitou o requerimento de retirada  de tramitação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 68/14.  A proposta, cujo primeiro signatário é o deputado Sebastião Costa (PPS), com mais 32 assinaturas, teria o objetivo de tornar viável a venda do controle acionário de empresas estatais como a Companhia de Gás de Minas Gerais (Gasmig), que não são controladas diretamente pelo Estado, sem que fosse necessário uma autorização prévia da ALMG.

A pauta é considerada polêmica pelos parlamentares, que apresentaram o requerimento para interromper a tramitação da proposta. No Plenário, uma comissão especial estava designada para avaliar a proposição que envolveu deputados do Executivo e da oposição na discussão. Funcionários da Gasmig e da Cemig também manifestaram-se contra a PEC.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave