Da rota dos Bandeirantes à criação de uma cidade

Além de contar com atrações ecológicas e esportivas, Betim guarda um pouco da história brasileira em seus vários patrimônios tombados

iG Minas Gerais | Natália Oliveira |

Cidade de Betim
Divulgação / Prefeitura de Betim
Cidade de Betim

Na época do ouro e quando o Brasil era ainda colônia de Portugal, uma cidade se formou. Localizada a 39 km de Belo Horizonte, Betim guarda parte da história nacional. Com diversos de patrimônios tombados, visitar a cidade é quase um sinônimo de se fazer uma viagem ao passado. Para quem gosta de estar em contato com a natureza e praticar esportes, há uma série de passeios que podem ser feitos pela cidade. Segundo o último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgado em 2013, Betim é atualmente o município quinto mais populoso de Minas Gerais, com mais de 400 mil habitantes.

A passagem dos bandeirantes deixou para a cidade um rastro de história que se revela principalmente com a trilha dos bandeirantes, onde é possível ver uma série de fazendas bem antigas do município. Para quem gosta de natureza, a trilha também é ideal já que tem bucólicas paisagens de fauna e flora. Betim tem uma extensa área rural com pousadas, alambiques, parques ecológicos, pesque-pagues e sítios. O espaço de área verde mais famoso do município é o Parque Ecológico Vale Verde, que trabalha com a prevenção de aves em extinção e alambiques onde são produzidas parte das cachaças do Estado.

Betim também tem uma projeção nacional com os esportes, já que a cidade tem o segundo maior ginásio poliesportivo de Minas e está entre os cinco maiores do país, com capacidade para 8.000 pessoas. As características físicas da cidade favorecem bastante a prática de esportes off-road, como o mountain bike, passeios de motos, jeeps, cavalos, além do hipismo rural. Mas não é só de beleza física que vive a cidade. Betim é palco também de uma série de eventos que atraem pessoas de todos os municípios, como a festa Betim Rural, a Feira da Paz e festivais de gastronomia (Betiquim) e música sertaneja (Liberdade Faz a Festa).

Para o produtor cultural e morador da cidade, Leonardo Andrade, 32, apesar de muitas pessoas terem preconceito com a cidade por causa da fama de violência que ronda Betim, para ele a cidade tem muitas atrações positivas. “Sempre consigo trazer alguns shows legais para cá e a cidade tem uma vida cultural muito ativa. Por ficar bem próxima a Belo Horizonte, muitas pessoas deviam aproveitar para frequentar nosso município e conhecê-lo melhor”, pondera.

História. Não se sabe ao certo, o ano em que a cidade se formou, mas a história dá conta que os bandeirantes começaram a se estabelecer no município em meados do século XVIII. Foi na década de 1940 que a cidade ganhou corpo e de fato começou uma instalação mais intensa de moradores. Nesta década se formou também um parque industrial em Betim, e a cidade passou então a ser polo da indústria. Atualmente, o município abriga importantes empresas nos setores da metalurgia, mecânica, serviços gerais, alumínio e logística. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave