Marina abre 10 pontos sobre Aécio e vence Dilma no 2º turno

Candidata do PSB se consolida no primeiro turno e fica a cinco pontos da presidente

iG Minas Gerais | Da Redação |

Marina Silva descarta aliança com PSDB
Wilson Dias/ABr - 12.9.2010
Marina Silva descarta aliança com PSDB
Na primeira pesquisa Ibope com a presença da ex-ministra Marina Silva como candidata do PSB à Presidência da República, ela alcança 29% da preferência do eleitorado, abrindo dez pontos sobre o senador Aécio Neves (PSDB), que tem 19%, e ficando a cinco da presidente Dilma Rousseff (PT), que lidera a disputa com 34%. No segundo turno, porém, a disputa entre Marina e Dilma se inverte, com a candidata do PSB alcançando 45%, contra 36% de Dilma. Em um eventual segundo turno entre a petista e o tucano, o placar é de 41% a 35% para a presidente. Em relação aos outros candidatos, Pastor Everaldo (PSC) e Luciana Genro (PSOL) registram 1%. Os outros candidatos, juntos, somam 1%. Brancos e nulos chegam a 7% e indecisos são 8%. A pesquisa Ibope foi contratada pela "Rede Globo" e pelo jornal "Estado de S.Paulo" ouviu 2.506 eleitores entre os dias 23 e 26 de agosto em 175 municípios de todas as regiões do Brasil. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos e o intervalo de confiança é de 95%. A pesquisa foi registrada no TSE, com o número BR428/2014.   Comparativo No último levantamento do Ibope, divulgado no dia 8 de agosto, quando o candidato do PSB ainda era Eduardo Campos, Dilma registrava 38% (agora perdeu quatro pontos), Aécio Neves somava 23% (perdeu cinco) e o nome socialista tinha 9%. Pastor Everaldo era o preferido de 3% dos eleitores (agora perdeu dois pontos) e os outros candidatos, juntos, somavam 3% (perderam um ponto). Brancos e nulos eram 13% (seis a mais que agora) e indecisos somavam 11% (três a mais que atualmente). Cinco dias após a divulgação daquela pesquisa, com a morte de Eduardo Campos, o Datafolha foi a campo para testar o nome de Marina, que ainda não havia sido oficializada na cabeça de chapa. O resultado já mostrava uma mudança na correlação de forças das eleições.  No levantamento do Datafolha, divulgado em 18/8, Dilma Rousseff registrava 36%, Marina tinha 21% e Aécio somava 20%. Pastor Everaldo era o escolhido de 3% e os outros candidatos tinham 2% somados. Brancos e nulos eram 8% e os indecisos alcançavam 9%.  

Leia tudo sobre: ibopeeleiçãoeleições2014marina silvaaéciodilma