Votos evangélicos serão divididos

No coro contra Dilma, destaca-se Silas Malafaia, líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo

iG Minas Gerais |

Pastor Everaldo promoveu o afastamento entre as igrejas e Dilma
Divulgacao/PSC – 6.8.2014
Pastor Everaldo promoveu o afastamento entre as igrejas e Dilma

A entrada de Marina Silva (PSB) como candidata à Presidência está redesenhando o cenário eleitoral entre os evangélicos, grupo que representa 20% do eleitorado. Devota da Assembleia de Deus, Marina passou a atrair o apoio de líderes evangélicos antes alinhados com o Pastor Everaldo (PSC). No novo contexto, quem mais tende a perder apoio dos evangélicos é Dilma Rousseff.  

A Igreja Fonte da Vida é comandada pelo apóstolo César Augusto, que integrou um grupo de apoio a Dilma em 2010. “Eu represento 2 milhões de pessoas e, dos líderes que tenho contato, a tendência é que talvez 80% migrem para a Marina”, avaliou.

No coro contra Dilma, destaca-se Silas Malafaia, líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo. “O PT pensa que nós somos otários e não estamos monitorando o que eles estão fazendo. Tudo que é lixo moral, o PT apoia”, criticou Malafaia, que faz campanha para o Pastor Everaldo. “Mas se a Marina for para o segundo turno contra Dilma, eu vou com Marina”, afirmou.

O chefe da Igreja do Evangelho Quadrangular, Mário de Oliveira, que apoiou Dilma em 2010, agora faz campanha com Pastor Everaldo.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave