Orçamento reduzido é o maior entrave

iG Minas Gerais | Luiza Muzzi |

Apesar de reconhecer as contribuições que o levantamento feito pela Ordem dos Advogados do Brasil pode oferecer, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) alega que a limitação orçamentária é um dos entraves para o aumento do número de juízes no Estado.

“O Judiciário ainda é o repositório dos problemas da sociedade sem que tenha o correspondente investimento”, afirmou o ouvidor do TJMG, desembargador Jaubert Carneiro Jaques, explicando que o tribunal já tem despesa altíssima com folha de pagamento e não pode ampliar seus gastos nessa área. Em outubro de 2013, reportagem de O TEMPO mostrou a existência de supersalários de servidores públicos, inclusive do TJMG. O desembargador destacou que, além de ampliar a verba, a solução é criar mecanismos para diminuir o enorme acúmulo de processos que tramitam na primeira instância e que poderiam ser resolvidos de outras formas. “Se o governo tomar a iniciativa de resolver com a população seus impasses relativos a cobranças de dívida ativa e tributos, com certeza aliviaríamos em torno de 50% a carga de processos para cuidar de questões onde há demanda mais urgente”. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave