Rodoviários voltam ao trabalho e fazem protesto no Recife

Em assembleia, realizada neste domingo (24), os motoristas, cobradores e fiscais de ônibus da região metropolitana da cidade decidiram adotar a estratégia de paralisações pontuais

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O secretário geral do Sindicato dos Rodoviários, Josival Costa, afirmou nesta segunda-feira, 25, não haver previsão de novas paralisações nesta semana na Grande Recife. "É o que defendemos, podendo haver alteração se necessário", disse ele, sem especificar que razões levariam a categoria a retomá-las.

Em assembleia realizada neste domingo, 24, os motoristas, cobradores e fiscais de ônibus da região metropolitana do Recife decidiram adotar a estratégia de paralisações pontuais como forma de pressionar a classe patronal a cumprir o reajuste de 10% determinado pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT-PE) em julgamento de dissídio coletivo. A primeira destas paralisações ocorreu nesta segunda (25) das 4 horas às 8 horas da manhã. Às 14 horas, a categoria faria um protesto no centro da capital.

A classe patronal oferecia 6% de reajuste linear - salários e benefícios. Os dois milhões de usuários do transporte público na região metropolitana do Recife voltaram a enfrentar transtornos e dificuldades para se locomoverem nesta segunda-feira (25). Mesmo com o compromisso dos motoristas e cobradores de retorno às ruas às 8 horas, a situação começou a se normalizar a partir das 9 horas - sem a frota completa nem a cobertura de todas as linhas.

Na tarde desta segunda, os trabalhadores fazem uma caminhada pelas ruas centrais do Recife. De acordo com o secretário-geral do sindicato da categoria, sem prejuízo para quem depende do transporte público. "O protesto será com os motoristas e cobradores que largaram do serviço, os ônibus vão circular", assegurou Costa.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave