‘Petrobras é muito maior que isso’

iG Minas Gerais |

Brasília. Depois de o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa decidir fazer delação premiada, a candidata à reeleição Dilma Rousseff disse ontem que a empresa “é muito maior que qualquer agente dela” e que a Petrobras “está acima” de eventuais falhas de conduta de seus funcionários.

“Não se pode confundir as pessoas com as instituições. A Petrobras é muito maior que qualquer agente dela, seja diretor ou não, que cometa equívocos, crimes – ou, se for julgado, que se mostre que foi condenado. Isso não significa uma condenação da empresa”, disse Dilma, em coletiva de imprensa no Palácio da Alvorada.

“Posso te falar uma coisa? O Brasil e nós todos temos de aprender que, se pessoas cometeram erros, mal-feitos, crimes, atos de corrupção, isso não significa que as instituições tenham feito isso”, disse a presidente e candidata à reeleição.

Na avaliação de Dilma, não existe “nenhuma instituição acima de qualquer suspeita quando se trata dos seus integrantes”. “Inclusive, nas instituições – qualquer uma – e nas empresas - inclusive nas que vocês trabalham –, pode ocorrer isso”, afirmou a candidata, dirigindo-se aos repórteres.

Dilma, porém, não quis comentar o acordo de delação premiada negociado pelo ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa. “Porque os homens e as mulheres é que falham, não são as instituições necessariamente. A Petrobras está acima disso e eu não tenho que comentar sobre a decisão de uma pessoa presa fazer ou não delação premiada. Isso não é objeto de interesse da presidente”, afirmou.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave