Barcos marca dois e Grêmio bate o Corinthians em casa

O resultado levou o Grêmio a 25 pontos, subindo para a sétima posição. Já o Corinthians estacionou em 31, em quarto

iG Minas Gerais | Agência Estado |

Grêmio disputará Gaúcho, Libertadores, Brasileirão e Copa do Brasil em 2014
Grêmio/Divulgação
Grêmio disputará Gaúcho, Libertadores, Brasileirão e Copa do Brasil em 2014

O Grêmio soube se beneficiar um apagão do Corinthians no início do segundo tempo para vencer neste domingo, em Porto Alegre. Barcos aproveitou duas bobeadas da defesa adversária, aos 20 segundos e aos quatro minutos da etapa final, para praticamente liquidar a partida. Guerrero ainda descontou, mas o time gaúcho conseguiu resistir à pressão no final e saiu de campo com a vitória por 2 a 1 pela 17.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O resultado levou o Grêmio a 25 pontos, subindo para a sétima posição. Já o Corinthians estacionou em 31, em quarto. As duas equipes agora voltam as atenções para as oitavas de final da Copa do Brasil. Na quarta-feira, os time paulista enfrenta o Bragantino na Arena Pantanal. No dia seguinte, é a vez dos gaúchos pegarem o Santos em Porto Alegre.

Neste domingo, o Corinthians até teve mais chances e foi melhor na média dos 90 minutos, mas falhou nas conclusões. Exatamente o inverso do Grêmio, que colocou a bola na rede praticamente nas duas únicas oportunidades que teve. Barcos, pressionado pela torcida, mostrou seu faro de artilheiro e definiu o confronto.

O JOGO - O Corinthians começou melhor, apostando nos contra-ataques. Com toques rápidos, Elias, Lodeiro, Jadson e Luciano se entendiam bem e complicavam a marcação do Grêmio. Mas o último passe não estava saindo, o que impedia a criação de chances concretas. Por sua vez, o time gaúcho pouco ameaçava, o que começava a irritar o torcedor.

O confronto ficou muito pegado, cheio de faltas no meio de campo e com poucos bons momentos. As melhores jogadas eram corintianas pelo lado esquerdo, com Guerrero caindo pela ponta e atuando praticamente como um ponta esquerda. Quando o peruano fazia isso no entanto, faltava alguém na área para concluir as jogadas.

Aos 39, foi Jadson quem apareceu na entrada da área e arriscou, mas jogou para fora. A melhor chance do primeiro tempo aconteceu aos 44. O Corinthians armou mais um rápido contra-ataque, Guerrero encontrou Elias, que tirou de Werley com um toque e arrancou sozinho. O volante, no entanto, perdeu na velocidade e teve que bater de fora da área, fraco, em cima de Marcelo Grohe.

Se o primeiro tempo foi teve poucas chances, antes do primeiro minuto da etapa final o Grêmio abriu o placar. Zé Roberto cruzou da esquerda, Giuliano dividiu com a zaga corintiana e a bola sobrou com Barcos. O argentino desviou de Cássio e marcou o primeiro com 20 segundos de bola rolando.

Não deu nem tempo de o Corinthians reagir e Barcos já marcou o segundo. Giuliano tocou para Dudu pela esquerda, o atacante gingou e cruzou. A bola resvalou em Fagner, passou por todo mundo e sobrou para o argentino, sozinho, marcar. Luan, pouco depois, ainda perdeu grande chance de fazer o terceiro.

O apagão corintiano no início do segundo tempo poderia ser minimizado se Guerrero não tivesse perdido chance incrível. Lodeiro deu lançamento preciso para o peruano, que arrancou sozinho, mas parou em Marcelo Grohe. Apesar dos dois gols relâmpagos, o Corinthians mostrava poder de reação e voltou a chegar com perigo aos 15, quando Fábio Santos perdeu no bico da pequena área, sozinho.

Depois de tanto insistir, o Corinthians finalmente diminuiu, com Guerrero, aos 16. Novamente caindo pela esquerda, ele passou como quis por Matías Rodriguez e encheu o pé. Marcelo Grohe caiu mal e não alcançou. Aos 18, quase saiu o empate em duas oportunidades, com Luciano e Gil, pelo alto.

O gol empolgou os visitantes, mas a equipe não conseguiu manter o ritmo. Por mais que ficasse com a bola e ocupasse o campo de ataque, não conseguia mais levar perigo ao gol de Marcelo Grohe. Na melhor chance, Ralf aproveitou sobra de fora da área, dominou e encheu o pé de esquerda, no travessão. Aos 44, o Corinthians ainda reclamou de pênalti em toque de mão de Werley, na última chegada ao ataque. Ainda houve tempo para Guerrero ser expulso após confusão com Alan Ruiz.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave