Jornalista desaparecido desde 2012 é libertado na Síria

Governo norte-americano identificou o jornalista como Peter Theo Curtis, mas não deu detalhes de como se deu sua captura ou sua libertação; ele já está seguro fora do território sírio

iG Minas Gerais | Da redação |

Sequestradores libertaram neste domingo (24), na Síria, um jornalista desaparecido desde 2012. O governo norte-americano identificou o jornalista como Peter Theo Curtis, mas não deu detalhes de como se deu sua captura ou sua libertação. De acordo com a conselheira de Segurança Nacional da Casa Branca, Susan Rice, Curtis já está seguro fora do território sírio.

O Secretário de Estado norte-americano, John Kerry, disse que Curtis foi capturado por um grupo ligado à Al Quaeda contrário ao governo do presidente sírio Bashar al-Assad.

O anúncio da libertação do jornalista acontece apenas alguns dias depois de o vídeo do Estado Islâmico mostrando a execução do jornalista americano James Foley chegar às redes. O vídeo, junto com a ameaça de morte de outro jornalista norte-americano sequestrado, Steven Sotloff, gerou uma caçada ao homem responsável pela decapitação de Foley.

O Comitê de Proteção a Jornalistas, sediado nos Estados Unidos, estima que cerca de 20 jornalistas estejam desaparecidos na Síria. Vários deles podem estar nas mãos do Estado Islâmico.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave