Em boa fase, Tardelli pode voltar a ser centroavante, como foi em 2009

Levir Culpi pensa em transformar DT9 na referência na área, mesmo que o avante não goste muito da ideia.

iG Minas Gerais | THIAGO PRATA E LUCAS SIMÕES |

Esportes - Campeonato Brasileiro 2014 - Partida entre Atletico MG x Internacional valida pela 17 rodada do Campeonato Brasileiro 2014 , no estadio Mineirao em Belo Horizonte MG. Foto: Alex de Jesus/O Tempo 23/08/2014
ALEX DE JESUS/O TEMPO
Esportes - Campeonato Brasileiro 2014 - Partida entre Atletico MG x Internacional valida pela 17 rodada do Campeonato Brasileiro 2014 , no estadio Mineirao em Belo Horizonte MG. Foto: Alex de Jesus/O Tempo 23/08/2014

Enquanto Jô e André não conseguem balançar as redes, Diego Tardelli não perdoa. Diferentemente dos centroavantes, que amargam grandes jejuns de gols, DT9 vem infernizando os adversários neste segundo semestre. Desde o fim da Copa do Mundo, o avante da camisa 9 marcou seis gols em nove partidas. O desempenho ofensivo é tão bom que o técnico Levir Culpi já pensa em transformar o artilheiro na referência de área do time alvinegro, mesmo que tal decisão não vá de encontro à vontade do ponta.

“(Se tornar centroavante) não agradou muito ao Tardelli. Ele falou que não gosta muito de jogar na parte de dentro e prefere ficar solto nas laterais. Contudo, acho que com a facilidade que ele tem de escapar da marcação, poderá sim jogar ali no meio tranquilamente. É habilidoso e veloz. Então tentarei convencê-lo”, declarou o treinador do Galo.

Muitos podem pensar que com Tardelli na área, o time pode perder em velocidade e na distribuição de jogadas pelo meio e pelos flancos. Mas o próprio Levir avisa que não quer DT9 em um pequeno espaço do campo durante todo o tempo.

“Se houver alguma situação em que eu queira que ele atue com velocidade por dentro, ele pode ser utilizado assim”, disse.

Com isso, Levir dá a entender que, contra o Palmeiras, na quarta-feira, pela Copa do Brasil, irá utilizar um quarteto ofensivo sem centroavante de ofício, com Dátolo, Luan, Maicosuel e Tardelli. Este último, ficaria mais centralizado.

Leia tudo sobre: AtleticoGaloDiego TardelliLevir Culpi