Presos se rebelam e tomam 60% de penitenciária do Paraná

Pelo menos três detentos foram jogados do telhado enquanto outros foram agredidos com pedaços de paus; não há informações sobre feridos

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Presos da Penitenciária Estadual de Cascavel (498 km de Curitiba) estão rebelados desde as 7h deste domingo (24) e mantêm ao menos três reféns - dois agentes penitenciários e um policial civil detido por tráfico de drogas.

Pelo menos três detentos foram jogados do telhado enquanto outros foram agredidos com pedaços de paus. Não há informações sobre feridos, mas 60% do presídio está tomado pelos amotinados, segundo a Secretaria de Justiça.

Os rebelados atearam fogo em colchões e subiram no telhado dos pavilhões, onde estenderam uma faixa da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital).

Os presos reclamam de más condições do presídio e de uma suposta agressividade dos agentes. Eles exigem a presença de um desembargador do Tribunal de Justiça e da imprensa dentro do presídio. Um juiz da Comarca de Cascavel está no local tentando negociar com eles.

O Pelotão de Choque da Polícia Militar está no local. A energia elétrica foi cortada pela Copel (Companhia Paranaense de Energia Elétrica).

Do lado de fora, centenas de familiares aguardam com ansiedade o desfecho do motim. Muitos rezam, enquanto outros choram.

A mulher de um detento, que preferiu não ser identificada, disse que a situação deles no presídio é degradante, a comida servida é de péssima qualidade, não há material de higiene e os presos são agredidos por agentes penitenciários.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave